Em reunião na manhã desta segunda-feira (16), o governador Wellington Dias, juntamente com o secretário estadual de Saúde, Florentino Neto, no Palácio de Karnak, resolveu suspender as aulas na rede pública por 15 dias e recomendou que as redes municipais e privada fizessem o mesmo. A decisão leva em conta o risco de transmissão do novo Coronavírus. 

Além das aulas, os eventos públicos promovidos pelo Governo do Estado também estão cancelados.

Na rede privada, algumas escolas da capital já começaram a aderir às recomendações. Exemplo disso é o grupo Educacional CEV, Instituto Dom Barreto, e a escola bilíngue Bright Bee. Em nota divulgada no fim da manhã desta segunda (16),  as intituições informaram a suspensão de suas atividades pelo período de 15 dias. 

Reprodução/ Redes SociaisReprodução/ Redes Sociais

"Caso haja alguma alteração ou nova informação diante da situação acerca do Covid-19, comunicaremos em nossas mídias sociais como proceder", informa o Dom Barreto em nota.

Após recomendação, escolas da rede privada suspendem atividades em THE - Imagem 2

O Centro Universitário Santo Agostinho também divulgou uma nota informando o atendimento do governo e da OMS para a suspensão das aulas. A faculdade suspenderá suas atividades até o dia 31 de março, com data prevista para retorno no dia 01 de abril. O Centro Universitário Unifacid Wyden comunicou também que suspenderá todas as aulas a partir desta terça-feira (17).

Após recomendação, escolas da rede privada suspendem atividades em THE - Imagem 3

No âmbito federal de ensino, o Instituto Federal do Piauí (IFPI) também emitiu um comunicado informando a suspensão das aulas e atendimento ao público entre 17/03 e 15/04.  A Universidade Federal do Piauí também suspendeu as aulas por 15 dias.

Após recomendação, escolas da rede privada suspendem atividades em THE - Imagem 4