Após seis anos, goleiro Bruno deixa a cadeia

Decisão da Justiça, do STF, é para ser cumprida

Após seis anos preso, o goleiro Bruno deixou na noite desta sexta-feira a Associação de Proteção e Assistência ao Condenado (APAC). A demora para a soltura do goleiro aconteceu por um erro do Supremo Tribunal de Justiça (STF), que enviou o alvará por engano para a comarca de Contagem, em não de Santa Luzia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

O temor da defesa era é de que, em função do feriado de carnaval, o goleiro tivesse de esperar a próxima semana para ser solto.- Isso não vai existir mais. Decisão da Justiça, do STF, é para ser cumprida. Por isso, esperamos que isso ocorra nas próximas horas - disse mais cedo o advogado do ex-jogador.

O temor da defesa era é de que, em função do feriado de carnaval, o goleiro tivesse de esperar a próxima semana para ser solto.

- Isso não vai existir mais. Decisão da Justiça, do STF, é para ser cumprida. Por isso, esperamos que isso ocorra nas próximas horas - disse mais cedo o advogado do ex-jogador.


Image title

Image title

Fonte: Com informações do Jornal Extra