Após sofrer bullying, menino se enfurece e corta rosto do colega

Um policial, ao ver a situação, atirou em Logan, de 14 anos

Logan Clark, de Reno, Nevada, nos Estados Unidos, sofria bullying em sua escola. Cansado das agressões, pegou duas lâminas e cortou o seu colega, responsável pelo bullying, no rosto. Um policial, ao ver a situação, atirou em Logan, de 14 anos, para contê-lo. O menino permanece em coma induzido no hospital depois de ter sido baleado em 7 de dezembro .

Durante o período hospitalizado, o menino sofreu um AVC (acidente vascular cerebral) e teve que remover parte do pulmão em cirurgia de risco.

Em entrevista à mídia local, o pai de Logan, Justin, defendeu seufilho, afirmando que a escola sabia que o garoto sofria bullying e não tomouprovidências.  — Meu filho não é um psicopata com uma faca. Eusinto que ele queria ter certeza de que não batessem ou roubassem ele.

Segundo ele, a postura de seu filho foi defensiva a todo momento, pois ele estava em perigo. A escola não divulgou uma declaração oficial sobre o incidente, mas no dia dotiroteio o superintendente elogiou a forma como o policial agiu.

O chefe da polícia local também disse que o uso da força foi justificado.Contudo, o responsável permanece afastado de sua função enquanto suas ações sãoinvestigadas.

Image title

Image title


Fonte: Com informações do R7
logomarca do portal meionorte..com