mais

Arquidiocese: confira os horários das celebrações no Dia de Finados em THE

Em 2020, por conta da pandemia da COVID-19, não aconteceram celebrações presenciais nos cemitérios da capital

Para a Igreja Católica o dia 2 de novembro é dedicado à celebração dos fiéis aos falecidos. A data coloca os cristãos diante do mistério da morte e é uma forma de fazer memória e rezar pelos entes queridos que já partiram para a morada eterna. Nesta terça-feira, o Arcebispo de Teresina, Dom Jacinto Brito, celebrará às 9h no Cemitério Jardim da Ressurreição, e às 17h, na Catedral de Nossa Senhora das Dores.  

O dia também pode ser vivenciado como um momento para olhar a vida e refletir sobre a caminhada de fé, em preparação para a eternidade. Conforme o padre José Nery, administrador paroquial da Diaconia Territorial Nossa Senhora Aparecida, na Igreja sempre existiu o cuidado de ensinar ser preciso confiar que o Senhor vai acolher as almas dos que partiram.

Arquidiocese: confira os horários das celebrações no Dia de Finados em THE - Imagem 1

“Às vezes olhamos e resumimos tudo aquilo que somos e temos ao agora. No entanto, para além desta passagem está a vida eterna. Logo, nossa vida está nas mãos do Senhor Jesus. Quando ele diz: ‘Eu sou o caminho, a verdade e a vida’ esta é a palavra que a Igreja nos dá sobre a morte. A vida não se encerra no túmulo. Mas, para além do túmulo, nós iremos nos encontrar com o próprio autor da vida”, explicou.  

A ocasião é marcada por visitas às sepulturas dos entes queridos que já morreram. Alguns fiéis também enfeitam os túmulos com flores, acendem velas e rezam nos cemitérios ou em templos religiosos. Para quem não tem condições de ir até o cemitério, padre Nery destaca que é comum acender velas em um local reservado em casa.

“Muitas famílias têm a tradição de acender velas em casa para prestar a homenagem, seja no dia 2 de novembro ou no dia do falecimento. Com todo cuidado é possível prestar essa homenagem. Se eles em vida foram amados e capazes de amar, após mortos não nos farão mal algum”, finalizou o sacerdote.  

Em 2020, por conta da pandemia da COVID-19, não aconteceram celebrações presenciais nos cemitérios da capital, mas este ano, com a flexibilização das medidas de isolamento social, as missas serão celebradas com a participação presencial dos fiéis. Confira abaixo alguns horários:

Centro 

– Cemitério São José (Bairro Centro) 01/11 às 17h30, e 02/11, às 06h30, 08h e 17h30; 

Zona Sul 

 – Cemitério Areias (Bairro Areias) – 7h 

– Cemitério Dom Bosco (Bairro Vermelha) – 8h, 18h30 na Igreja Matriz de Nossa Senhora de Lourdes; 

– Cemitério Santa Cruz (Bairro Promorar) – 7h na Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário de Fátima; 

Zona Norte 

– Cemitério São João Batista (Bairro Santa Maria) – 7h; 

– Cemitério da Santa Maria da Codipi – 7h e 17h; 

– Cemitério Santo Antonio – 07h e 17h

Zona Sudeste 

– Jardim da Ressurreição (Bairro Gurupi) – 09h, 16h e 17h30; 

– Cemitério do Renascença (Bairro Renascença) – 07h, 09h, 17h e às 19h, na Igreja Matriz; 

– Cemitério São Sebastião (Bairro Todos os Santos) – 17h; 

Zona Leste 

– São Judas Tadeu (Bairro Noivos) – 7h, 9h, 10h30 e 17h;

– Cemitério Santa Mônica (Bairro Pedra Mole) – 7h 

Zona Rural 

– Recanto da Saudade (BR-343) – 8h e 17h; 

– Cemitério Santa Cruz (Lagoa Do Piauí) – 17h; 

– Cemitério principal e Cemitério dos anjinhos (Demerval Lobão) – 17h.

Tópicos

comentários

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Desbloquear Notificações

Como desbloquear notificações

Na barra de endereço, clique no cadeado e em Notificações escolha a opção permitir, como na imagem abaixo

desbloqueio de notificação push

Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail