Assessor especial de Lula e Dilma, Marco Garcia morre aos 76 anos

Marco Aurélio Garcia atuava como assessor da Fundação Perseu Abramo

Morreu nesta quinta-feira (20), aos 76 anos, o historiador Marco Aurélio Garcia, que foi assessor especial da Presidência da República durante os governos de Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, ambos do PT. A informação foi confirmada pelo partido por meio de seus perfis nas redes sociais.


De acordo com informações preliminares, Garcia foi vítima de um enfarto fulminante. O corpo foi encontrado por familiares em sua residência, na região central de São Paulo. Ainda não há informações sobre velório e enterro do historiador, que atualmente exercia cargo de assessor na Fundação Perseu Abramo, entidade ligada ao PT.

Formado em História e em Ciências Jurídicas e Sociais com licenciamento em Filosofia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Garcia era professor do Departamento de História do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas). Durante o regime militar no Brasil, ficou exilado por nove anos no Chile, retornando em 1979.

Nascido em Porto Alegre (RS), Garcia foi coordenador da campanha de Lula em 2006, quando o petista disputou e ganhou a reeleição. Foi vereador em sua cidade natal e exerceu cargo de secretário municipal de Cultura em Campinas e em São Paulo, durante a gestão da ex-prefeita Marta Suplicy – que, à época, era do PT.


Fonte: iG