Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Audiência discute segurança pública na Zona Sul de Teresina

Foi discutida a elaboração Plano de Prevenção e Combate à Violência

Compartilhe

O Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) da Zona Sul sediou  uma audiência sobre Segurança Pública, numa realização em parceria da Secretaria Municipal do Trabalho, Cidadania e de Assistência Social e do Fórum Brasileiro de Segurança Pública. O evento teve da secretária da SEMTCAS, Mauricéia Carneiro, além de lideranças comunitárias, instituições, entidades e demais representantes ligados à temática.

A audiência norteou a atuação do município na elaboração do diagnóstico da violência de uma forma regionalizada, caracterizando a quarta etapa dessa elaboração, que prevê um Plano de Prevenção e Combate à Violência do Município de Teresina, que faz parte da segunda etapa do Programa Lagoas do Norte. Representantes do programa e da Secretaria Municipal do Planejamento também estiveram presentes.

Durante a audiência foram discutidos os problemas e as potencialidades relatadas pelas comunidades da região. A ideia foi compreender os indicadores de criminalidade e analisar como os recursos da comunidade podem ser potencializados para fortalecer as iniciativas de prevenção da violência. Além disso, foi apresentado o resultado parcial do diagnóstico, com base nos dados que foram coletados nas etapas anteriores.

Para Pâmela Ghaino, consultora do Fórum, a audiência cria uma oportunidade de diálogo participativo, trazendo informações importantes para o diagnóstico "É importante essa discussão, uma vez que aqui a comunidade diz se está sendo contemplada. A participação deles com voz ativa aprimora nosso trabalho e nos dá base para um diagnóstico melhor e mais preciso", disse.

Para Mauricéia Carneiro, secretária da SEMTCAS, o evento é um grande passo para a colaboração de um município melhor. "Sem dúvida nenhuma esse é um momento importante para a nossa cidade. Temos a representação das lideranças comunitárias, conselho tutelar e da polícia, fazendo um aprimoramento do que realmente ocorre, dessa violência que todos sofremos", disse Mauricéia.

Atualmente Teresina é a sexta capital do país com a maior taxa de homicídios. De acordo com as estatísticas, nos últimos meses, houve um aumento de 44% da violência em Teresina, o que, segundo a polícia, lhe torna, proporcionalmente, mais violenta que a capital do estado de São Paulo. O aumento crescente se dá pelos acertos de contas entre gangues, cujo combustível são as drogas, a disputa por territórios e vingança. Outra comprovação da polícia é que a maioria dos assassinatos envolve jovens dos 18 aos 23 anos.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar