Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Aumenta em 20 % o número de visitantes em unidades de conservação

Parques Nacionais da Tijuca e do Iguaçu lideram o ranking dos mais visitados em 2019

Aumenta em 20 % o número de visitantes em unidades de conservação
Parque Nacional da Tijuca, no Rio de Janeiro | ICMbio
Compartilhe

Divulgação ICMBio

Um levantamento realizado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) mostra que o ecoturismo está cada vez mais presente na lista dos destinos preferidos dos turistas. Em 2019, as 137 Unidades de Conservação (UCs) federais receberam 15.335.272 visitas, um aumento de 20,4% em relação a 2018 (12.389.393). 

Quem lidera o ranking é o Parque Nacional da Tijuca, no Rio de Janeiro, com quase três milhões de visitantes no ano passado, seguido do Parque Nacional do Iguaçu, no Paraná, com mais de dois milhões. A Mata Atlântica foi a escolha da maior parte dos turistas, presente em quatro das dez unidades mais visitadas, o que representa 67% da visitação total. 

A categoria “Parque Nacional” permanece no topo, mas Áreas de Proteção Ambiental, Monumentos Naturais e Reservas Extrativistas vêm ganhando destaque e representam parcela importante do total de visitas. 

ECOTURISMO - Além de contribuir para a conservação da natureza e para a sensibilização da sociedade em relação ao meio ambiente, o ecoturismo também impulsiona o desenvolvimento da economia nacional com a geração de emprego e renda. Só em 2018, foram gerados cerca de 90 mil empregos, R$ 2,7 bilhões em renda, R$ 3,8 bilhões em valor agregado ao PIB e R$ 1,1 bilhão em impostos.

REABERTURA - Desde o mês de março, as atividades de visitação nos parques nacionais e demais unidades de conservação foram suspensas, mas  o ICMBio autorizou na última semana a reabertura para visitação de alguns parques como, Aparados da Serra e Serra Geral, no Rio Grande do Sul, o de Brasília e o de Foz do Iguaçu (PR). No Rio Grande do Sul e no Paraná, as UCs estão abertas desde a semana passada.

A retomada das atividades nestes locais deverá respeitar as determinações legais estabelecidas pelos governos estaduais e/ou municipais. Entre as medidas essenciais para a reabertura estão o uso de máscara e a disponibilização de álcool 70%, a redução no número de visitantes, distanciamento entre as pessoas. (Por Vanessa Castro, con informações do ICMBio)



Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar