Banco libera crédito por engano e jovem gasta R$ 5,3 milhões

O banco cometeu uma falha e liberou crédito ilimitado para o jovem

Depois de uma falha do banco, o australiano Luke Moore, na época com 22 anos, ganhou crédito ilimitado e gastou um dinheiro que não tinha: mais de 2,1 milhões de dólares australianos (equivalentes a R$ 5,3 milhões).

Tudo começou em 2010, quando o homem, que vivia endividado e estava desempregado, abriu uma conta em um banco local e um erro o incluiu na categoria de clientes sem limite de saque. 

Ao invés de avisar a irregularidade, o morador de Nova Gales do Sul (Austrália) decidiu começar a gastar e movimentar a quantia. Entre julho daquele ano a agosto de 2012, ele torrou a fortuna em carros de luxo como Aston Marti e Maserati, cocaína, viagens, prostitutas, um barco, um item autografado por Michael Jackson e as contas do dia a dia.

O australiano gastou R$ 5, 3 milhões
O australiano gastou R$ 5, 3 milhões

Acusado de fraude, o homem foi a julgamento e foi condenado a 4 anos e meio de prisão. Ele chegou a passar cinco meses na cadeia, mas saiu após pagar fiança. Na semana passada, para alívio dele, o processo contra ele foi anulado.

Agora aos 29 anos, o australiano voltou a estudar Direito. "Ainda estou me adaptando à vida real", diz ele em entrevista ao "Daily Telegraph".

Ele ainda admite que gostou das coisas que fez, mas que já não agiria da mesma forma. "Eu gostei de dirigir carros esportivos - sem sapatos, com o vento nos meus cabelos e assobiando para as empregadas domésticas. Se eu faria de novo? Não", garante ele. "Eu tive de deixar tudo para trás e agora dirijo um Falcon, mas estou mais feliz dessa forma e percebi que meus amigos e familiares é que são meus maiores tesouros", conclui.

Fonte: redetv.uol
logomarca do portal meionorte..com