Bebê que caiu no chão em hospital demorou 4h para ser atendido

A criança caiu de uma altura de 1m e a denúncia foi feita pela mãe

bebê que caiu da cama depois de uma enfermeira trocar os lençóis no Hospital Regional do Gama, no Distrito Federal, demorou quatro horas para ser atendido, afirmou a mãe do recém-nascido. A criança, que caiu de uma altura de um metro, fraturou um osso da cabeça e continuava internada até a tarde desta quinta-feira (23). Segundo a Secretaria de Saúde, o bebê não precisa de cirurgia.

A pasta também negou a demora no atendimento. De acordo com a secretaria, a queda ocorreu às 23h35 e o primeiro atendimento foi oito minutos depois. A secretaria disse ainda que o bebê foi encaminhado ao Hospital de Base, que é referência em neurocirurgia, pouco antes das 5h.

A família, no entanto, afirma que os médicos só socorreram o bebê após outra enfermeira perceber o machucado na criança.


A queda ocorreu na segunda-feira (20), meia hora após o parto. A mãe contou que ela e o bebê foram colocados em uma maca antes de serem transferidos para o Hospital de Santa Maria, para onde vão os pacientes do Hospital do Gama. Enquanto ela foi ao banheiro, a colega de quarto teria visto o momento em que a enfermeira foi trocar os lençóis e deixou o bebê cair.

Após o acidente, os pais prestaram queixa na Polícia Civil. O delegado Ulysses Campos informou que “inicialmente há suspeita de lesão corporal culposa, mas uma equipe está investigando para posteriormente serem tomadas as providências cabíveis”.


Fonte: G1
logomarca do portal meionorte..com