Bebê que foi baleado em barriga da mãe tem coágulo na cabeça

Ele foi baleado durante um tiroteio na Favela do Lixão

O bebê que foi baleado dentro da barriga da mãe, durante um tiroteio na Favela do Lixão, na última sexta-feira, está com um coágulo na cabeça, segundo informações do secretário de Saúde de Duque de Caxias. A criança, que está internada em estado grave no Hospital estadual Adão Pereira Nunes, na Baixada Fluminense, também está paraplégica, de acordo com boletim médico.

O bebê está em estado “grave estável, em ventilação mecânica, sedado, com dreno de tórax bilateral”. O laudo também aponta uma lesão na vértebra do bebê, na altura do tórax. mãe da criança, Claudineia dos Santos Melo, está em estado "estável hemodinamicamente", ou seja: pressão e batimentos cardíacos estáveis. Segundo a secretaria de Saúde de Caxias, ela segue em observação. Ela permanece internada no Hospital municipal Dr. Moacir Rodrigues do Carmo, também em Caxias.

O bebê estava no nono mês de gestação quando foi baleado na orelha e no ombro. O tiro entrou na coxa esquerda de sua mãe. Na ocasião, a mulher havia acabado de sair de um mercado quando começou um confronto entre traficantes da Favela do Lixão, onde mora, e policiais militares do 15º BPM (Caxias). Os PMs afirmaram , em depoimento na 59ª DP (Caxias), que foram atacados e não reagiram.

Claudineia foi levada por moradores da favela para o hospital. Klebson Cosme da Silva, de 27 anos, pai do bebê, afirmou estar mais preocupado com a saúde do filho e da esposa do que com os culpados pelo acontecido. O casal mora há um ano e meio na Favela do Lixão. O nome que os dois escolheram dar ao filho é Arthur.

Natural de João Pessoa, na Paraíba, Claudineia está lúcida, mas muito abatida. Ela recebeu visitas na tarde deste sábado e pediu informações sobre o estado de saúde do filho.


Fonte: Extra