Bombeiros e Exército enfrentam incêndio na Floresta de Palmares

Desde o início deste sábado diligências trabalham para conter fogo

O combate aos incêndios continua na região da Grande Teresina. Desde o início da manhã deste sábado (15), diligências do Corpo de Bombeiros e do Exército trabalham no enfrentamento a intensos incêndios na Floresta Nacional de Palmares, localizada entre os municípios de Teresina e Altos, na BR-343. Aeronaves do Governo do Estado do Piauí, da Polícia Militar do Ceará e da Polícia Rodoviária Federal estão sendo destacadas para dar reforço ao Comando Geral dos Bombeiros.

Segundo o Major Rivelino de Moura, do Corpo de Bombeiros, desde ontem as chamas afetam a mata nativa da reserva. “Nós estamos fazendo um combate ao incêndio na parte de trás da reserva onde o fogo se alastrou muito durante à noite e nós estamos tentando com as nossas equipes fazer a contenção desse fogo”, declarou.

Corpo de Bombeiros tenta impedir avanço de fogo
Corpo de Bombeiros tenta impedir avanço de fogo

Ainda de acordo com o major da corporação, além do Corpo de Bombeiros, todos os órgãos institucionais de segurança, como o Exército, a Secretaria Estadual de Defesa Civil e a Polícia Militar estão envolvidos no trabalho de enfrentamento e contenção das chamas. “Já recebemos hoje um helicóptero da Polícia Militar do Ceará que está operando, jogando água nos focos de incêndio maiores para que as nossas equipes possam entrar por terra para fazer o combate direto ao incêndio”, explicou o major.

Diante da situação atípica de queimadas pela qual passam os municípios de Teresina, Altos e União, o Corpo de Bombeiros está com todo o seu efetivo destacado para as ações de enfrentamento aos focos das chamas. São cerca de 60 profissionais da corporação em diligências em zonas rurais e urbanas da região.

Através de solicitação oficial feita pelo governador Wellington Dias, a Polícia Militar cearense destacou uma aeronave especial para contenção de chamas. “São 16 focos de incêndio grandes, 3 foram extintos e têm outros focos menores. Temos helicópteros da PM, da PRF e o avião do Estado disponíveis. Hoje solicitei apoio de helicóptero adaptado para combate a incêndio do governo do Ceará e do Maranhão. E deve chegar uma aeronave da Força Nacional do estado do Pará”, informou Dias.

O período de baixa umidade somado à vegetação seca fazem dos terrenos baldios e matas nativas verdadeiros campos de propagação das chamas. Somado a esses fatores, segundo o comando do Corpo de Bombeiros, o uso da técnica de queimada para a limpeza de terrenos é um dos principais causadores dos focos de incêndio.

Corpo de Bombeiros tenta impedir avanço de fogo
Corpo de Bombeiros tenta impedir avanço de fogo


Papel da população
Comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar do Piauí, coronel Carlos Frederico, ressalta a importância da colaboração da comunidade, que deve evitar a prática de atividades que propiciam a propagação de queimadas durante esse período mais seco do ano. “Infelizmente nós ainda possuímos uma cultura de queimada, pessoas que jogam bagana de cigarro no meio das estradas, pessoas que ascendem fogo no lixo para queimar, e tudo isso gera risco. É necessário que a população possa cooperar. Cooperar no sentido de evitar qualquer ato que gere incêndio", explica.

Fonte: Portal MN
logomarca do portal meionorte..com