Bombeiros realizam parto de mulher que não sabia que estava grávida

A mulher disse que não sabia que estava grávida

Uma mulher identificada como Isabel Cristina Dias, 38 anos, se automedicou, sem saber que estava grávida, após sentir dores abdominais e cólicas, resultando em um parto prematuro. O Corpo de Bombeiros foi acionado e ajudou no parto na madrugada desta sexta-feira (17).

Após ser acionado, os Bombeiros, ao chegarem ao local, em Ceilândia, encontraram uma mulher em trabalho de parto. Ela estava acima do peso e informou que não menstruava desde novembro de 2016. O sargento Barreiro examinou a mlher e notou mais uma complicação, a criança estava em posição pélvica, ou seja, sentada em direção ao colo do útero, o tipo de situação que pode resultar na morte da criança e da mãe.

O sargento, que tem mais de 30 anos de experiência, fez o parto e conseguiu retirar o bebê em segurança. O tamanho reduzido da criança facilitou o parto.


Segundo informações repassadas pela comunicação do Corpo de Bombeiros, o bebê, uma menina, nasceu com 20 semanas e com formação adiantada, mas os pulmões da criança ainda não estavam bem formados e após nascer não respondia a estímulos.

O Sargento cortou o cordão umbilical, aspirou as vias aéreas da criança e a aqueceu. No final, ele deu tapinha no bumbum do bebê fazendo com que ele chorasse acalmando a mãe.

O momento foi emocionante e mãe filha foram leadas para o centro obstétrico do Hospital Regional de Ceilândia.


Fonte: correiobraziliense
logomarca do portal meionorte..com