Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Bombeiros retomam buscas após rompimento de barragem em Brumadinho, MG; acompanhe

Segundo a Defesa Civil, 345 pessoas estão desaparecidas.

Bombeiros retomam buscas após rompimento de barragem em Brumadinho, MG; acompanhe
|
Compartilhe
Google Whatsapp

Atualizado às 14h40

O presidente Jair Bolsonaro divulgou uma nota sobre a tragédia: "Estive, nesta manhã, na região de Brumadinho, em Minas Gerais, atingida tragicamente pelo rompimento da barragem da Vale S.A. Sobrevoei a área, verifiquei a extensão dos danos e confesso minha tristeza, principalmente pela perda lamentável de vidas humanas. Acompanhei, juntamente com o Governador Romeu Zema, a avaliação das equipes dos órgãos governamentais e determinei que o Governo Federal proporcione total suporte à população vitimada por esse desastre. Disponibilizaremos recursos humanos, financeiros e tecnológicos para apoiar o Estado de Minas Gerais. Paralelamente, adotaremos todas as medidas necessárias para que tragédias como essa não se repitam e não fiquem impunes. Foi oferecido e aceitamos,  por parte do 1º Ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, ajuda na busca de desaparecidos."

Crédito: Isac Nóbrega/PR

Atualizado às 14h00

Segundo o Corpo de Bombeiros, o número de mortes confirmadas subiu para 11.

O governo federal reconheceu o estado de calamidade pública em Brumadinho (MG), após o rompimento de uma barragem da mineradora Vale. A portaria que reconheceu a calamidade pública no município mineiro foi assinada pelo secretário nacional de Proteção e Defesa Civil, Alexandre Lucas.

Atualizado às 12h49

Bombeiros resgatam 46; nº de desaparecidos cai a 299

Número de desaparecidos cai para 299 após rompimento de barragem em Brumadinho, Grande BH; 46 pessoas foram encontradas e encaminhadas para unidades de saúde. 

Até o momento, há confirmação de 9 mortos; 7 corpos já foram retirados do local. A primeira pessoa morta identificada é Marcele Porto Cangussu.

Atualizado às 12h10

Ônibus é achado com mortos em Brumadinho, diz porta-voz dos Bombeiros

Um ônibus foi encontrado pelo Corpo de Bombeiros na região próxima à barragem rompida da Vale em Brumadinho, na manhã deste sábado (27). Todos os que estavam no coletivo eram funcionários da empresa e morreram, segundo o tenente Pedro Aihara, porta-voz do Corpo de Bombeiros.

“Como é um local de difícil acesso e precisamos de um maquinário especial para acessar essa estrutura e retirar essas vítimas, ainda não fechamos o número de óbitos. Mas esse número de óbitos, ele irá aumentar”, destacou ele.

Antes da nova informação, 9 mortes haviam sido confirmadas.

Famílias achadas vivas

No bairro Cachoeira, 15 famílias que estavam ilhadas foram resgatadas pelos Bombeiros. Cerca de 60 pessoas estavam sem sinal de telefone e, por isso, não conseguiam contato. O resgate foi feito com auxílio de helicópteros.

Segundo a Defesa Civil, 345 pessoas estão desaparecidas.

Atualizado às 12h03

Coronel cogita sobreviventes em quatro locais

O comandante dos Bombeiros de MG, Coronel Edgard Estevo, informa que são 354 desaparecidos no caso no momento. Sete corpos já foram retirados da área de desastre. O trabalho de buscas deve se prolongar por semanas. Há quatro pontos de busca onde ainda pode haver sobreviventes, acrescenta o coronel: uma locomotiva, um ônibus, uma parte de um prédio e a comunidade Parque das Cachoeiras.

Douglas Magno / AFP

Atualizado às 11h15

Médica que trabalhava na Vale é primeira vítima identificada de desastre

A médica Marcelle Porto Cangussu é a primeira vítima identificada do rompimento de uma barragem da Vale, em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Ela era médica e trabalhava na Vale desde novembro de 2016.

A reportagem entrou em contato com o padrasto de Marcelle, Christian Garrido Higuchi, e ele disse que a família está no Instituto Médico Legal (IML), em Belo Horizonte, para resolver as questões burocráticas, e não deu outras informações.

Divulgação

Atualizado às 10h30

Vale divulga lista com nomes de mais de 400 desaparecidos na tragédia

A mineradora Vale divulgou, na manhã deste sábado (26), uma lista com nomes de pessoas que estão desaparecidas desde o rompimento da barragem em Brumadinho, Minas Gerais, na tarde da sexta-feira (35).

O relatório da Vale, que será atualizado em tempo real conforme as pessoas forem encontradas, possui, no momento (10h50), 413 nomes. O Corpo de Bombeiros do Estado, entretanto, informou que o número de pessoas que ainda não foram encontradas está entre 300 e 350.

Para acessar a lista, basta clicar aqui . Com grande número de acessos, o site pode ficar instável.

Bombeiros retomam buscas após rompimento de barragem em Brumadinho, MG 

O Corpo de Bombeiros de Minas Gerais retomou neste sábado (26) as buscas por sobreviventes da tragédia causada pelo rompimento de uma barragem da mineradora Vale em Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte. Nove pessoas morreram e entre 300 e 350 estão desaparecidas. O governo do estado decretou luto de 3 dias.

Os trabalhos de buscas haviam sido interrompidos durante a madrugada. Até então, 189 pessoas haviam sido resgatadas com vida.

Douglas Magno/ AFP

O rompimento ocorreu no início da tarde de sexta-feira (25), na Mina Feijão. A Vale informou que uma barragem rompeu e fez outra transbordar. Um mar de lama destruiu casas da região. Rejeitos atingiram a área administrativa da companhia e parte da comunidade de Vila Ferteco. O acesso a Brumadinho pela rodovia BR-040 está bloqueado.

Até a manhã deste sábado, foram retiradas nove pessoas com vida da lama e 189 que estavam ilhadas foram resgatadas. Quase 100 bombeiros foram enviados à área atingida, e a previsão é que o número de socorristas chegasse a 200. As buscas foram interrompidas durante madrugada e serão retomadas nesta manhã.

Divulgação/Bombeiros

Segundo os bombeiros, os desaparecidos estimados estão distribuídos da seguinte maneira:

  • Entre 100 e 150 pessoas na área administrativa que ficava nas proximidades da barragem que rompeu;
  • Aproximadamente 30 pessoas estão na região da Vila Vértico;
  • Aproximadamente 35 pessoas estavam pousada Nova Estância;
  • De aproximadamente 100 a 140 pessoas na região do Parque das Cachoeiras.

O tenente porta-voz dos Bombeiros, Pedro Aihara, disse à GloboNews na manhã deste sábado que os bombeiros acreditam que ainda podem encontrar vítimas vivas no meio da lama.

No fim da noite de sexta, a Justiça de MG determinou o bloqueio de R$ 1 bilhão nas contas da Vale. Segundo decisão liminar do juiz Renan Chaves Carreira Machado, o bloqueio atende a um pedido do governo do estado de MG para "imediato e efetivo amparo às vítimas e redução das consequências" do desastre.

Reprodução

Entre outras medidas, a mineradora também fica obrigada a apresentar um relatório sobre as medidas já tomadas de ajuda às vítimas em até 48 horas.

Bolsonaro em MG

O presidente Jair Bolsonaro embarcou nesta manhã para Belo Horizonte para sobrevoar a região atingida pelo rompimento da barragem em Brumadinho, e "tomar as medidas cabíveis".

O presidente também assinou um decreto que cria o Conselho Ministerial de Supervisão de Respostas a Desastre para atuar no desastre. O documento foi publicado em edição extra do Diário Oficial da União.

Também foi criado um Comitê de Gestão e Avaliação de Respostas, para acompanhar as ações de socorro, de assistência, de restabelecimento de serviços essenciais afetados, de recuperação de ecossistemas e de reconstrução.

Após o rompimento da barragem em Brumadinho, o governo federal anunciou a criação de gabinetes de crise para monitorar a situação na região e definir as medidas a serem adotadas.


O que se sabe até agora:

  • Rompimento ocorreu no início da tarde na Mina do Feijão, da Vale, em Brumadinho;
  • Mar de lama destruiu casas;
  • Havia empregados da Vale no local atingido pelo rompimento;
  • 9 pessoas mortas, outras 7 feridas e entre 300 e 350 desaparecidas;
  • A Vale tinha 427 pessoas no local, e 279 foram resgatadas vivas;
  • Corpo de Bombeiros e Defesa Civil estão no local; helicópteros resgatam pessoas ilhadas em diversos pontos;
  • Ao menos seis prefeituras emitiram alerta para que população se mantenha longe do leito do Rio Paraopeba, pois o nível pode subir. Às 15h50, os rejeitos atingiram o rio;
  • Rodovia estadual que leva a Brumadinho está fechada;
  • Governo montou gabinete de crise; Bolsonaro vai sobrevoar o local no sábado;
  • Por precaução, o Instituto Inhotim retirou funcionários e visitantes do local.

Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Recomendamos

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto

×