Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Brasil registrou 37.884 casos de HIV em 2016 com aumento de 4%

Hoje, sexta-feira (01), é o Dia Mundial de Luta Contra Aids.

Brasil registrou 37.884 casos de HIV em 2016 com aumento de 4%
Brasil registrou 37.884 casos de HIV em 2016 com aumento de 4% | Divulgação/Prefeitura de Quissamã
Compartilhe
Google Whatsapp

O Ministério da Saúde registrou aumento no número de casos de HIV em 2016. Foram 37.884 casos no ano passado, contra 36.360 em 2015 -- um aumento de 4%. A tendência, de acordo com as novas notificações enviadas à pasta, é de aumento desde 2014, quando foi registrada alta de 56,2% em relação a 2013.

Esse aumento, no entanto, pode ser explicado em parte porque, em 2014, o Ministério da Saúde tornou obrigatória a notificação de casos de HIV no país. Isso significa que todos os serviços de saúde devem informar todos os novos casos ao órgão; antes, esse dado era feito a partir de amostragem em estudos isolados.

Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (1º), Dia Mundial de Luta Contra Aids. Também nesta sexta o Ministério da Saúde anunciou que medicamentos para a prevenção do HIV passarão a ser oferecidos gradativamente no SUS, agora em dezembro.

Outra política adotada pelo Ministério da Saúde que pode explicar o aumento nas notificações é a implementação de testes rápidos de HIV. Entre 2016 e 2017, o número de testes disponíveis aumentou 49%. Além disso, o alvo da política de testes mudou, diz um infectologista.

Teste de HIV (Crédito: Divulgação/Prefeitura de Quissamã)
Teste de HIV (Crédito: Divulgação/Prefeitura de Quissamã)

"Antes, principalmente nos anos 1990, você tinha uma política voltada a grupos de maior vulnerabilidade. Era assim: 'se você passou por algum risco, faça o teste'; hoje, a ideia é que todos estão em risco", afirma Jamal Suleiman, infectologista do Hospital Emílio Ribas, referência no tratamento da doença em São Paulo.






Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp
Carregar os comentários (0)

comentários

fechar comentários
Nenhum comentário feito até o momento

veja também

Recomendamos

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto