Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Brigadista coloca fogo no Pantanal e desperta dúvida: "Pode isso?"

Vídeo viralizou acusando equipe de provocar incêndios, mas se trata de técnica de combate, explica analista do Prevfogo

Compartilhe

Um vídeo que roda os grupos de Whatsapp hoje mostra um brigadista "incendiando" o Pantanal, despertando a dúvida: Pode isso? A resposta é sim! A técnica de combate chamada contrafogo é utilizada de forma preventiva e cria uma pequena linha de chamas que vai de encontro ao incêndio florestal quando há dificuldade de controle. Logo depois, o incêndio é apagado pelos brigadistas.

Brigadista coloca fogo no Pantanal - Foto: Reprodução

O analista ambiental Alexandre Pereira, do Prevfogo/Ibama (Sistema Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais), explica que a técnica é realizada com um equipamento chamado “pinga-fogo” e só pode ser manuseado por profissionais que possuam um conhecimento técnico e que tenham sido treinados pelas instituições especializadas no combate aos incêndios, como Ibama, ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade) e Corpo de Bombeiros.

A técnica contrafogo também pode ser utilizada em outras situações, como a queima controlada para limpeza de pastagens e resto de culturas, e para a construção de aceiros, que visa retirar plantação ou vegetação de um determinado espaço.


Recentemente, um vídeo começou a circular nas redes sociais acusando brigadistas de colocar fogo no Pantanal. "Olha aí, os brigadistas, ao invés de apagar o fogo, estão tacando fogo. É brincadeira?", afirma uma voz masculina na gravação.

O analista do Prevfogo diz que o vídeo foi feito enquanto a  equipe do ICMBio trabalhava em Cáceres, no Mato Grosso.

“Ele utilizou a técnica para evitar que o incêndio adentrasse na Estação Ecológica do Taiamã, que inclusive é uma região onde nunca houve registro de incêndio florestal”, explica o coordenador que finaliza informando que em breve o instituto deve liberar uma nota técnica sobre o assunto.




Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar