Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Brumadinho: Engenheiros presos vão para segurança máxima em BH

Três funcionários da Vale tambem foram presos na mesma operação

Brumadinho: Engenheiros presos vão para segurança máxima em BH
| Werther Santana/Estadão Conteúdo
Compartilhe
Google Whatsapp

Os dois engenheiros presos em São Paulo e levados para Belo Horizonte, foram levados na noite desta terça-feira (29) para a Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. A informação é da Secretaria de Estado de Administração prisional de Minas Gerais (Seap).

Além dos dois consultores terceirizados, os três funcionários da Vale presos na mesma operação também foram levados para o presídio de segurança máxima do estado. Eles são investigados por suspeita de fraude nos documentos que liberaram o funcionamento da barragem.

Engenheiros presos

-André Yassuda - engenheiro, preso em SP

-Makoto Mamba - engenheiro, preso em SP

Funcionários presos

-Cesar Augusto Paulino Grandchamp - geólogo da Vale, preso em MG

-Ricardo de Oliveira - gerente de Meio Ambiente Corredor Sudeste da Vale, preso em MG

-Rodrigo Artur Gomes de Melo - gerente executivo do Complexo Paraopeba da Vale, preso em MG

Atestado de segurança

Segundo investigadores, os engenheiros presos em São Paulo participaram de forma direta e atestaram a segurança da barragem número 1 da Mina do Feijão, que se rompeu em Brumadinho.

Os engenheiros Makoto Manba e André Yassuda foram presos em São Paulo, nos bairros de Moema e Vila Mariana, Zona Sul. Eles foram levados para a sede da Polícia Civil e deverão ser encaminhados em seguida para Minas Gerais, após embarcarem no Aeroporto Campo de Marte, na Zona Norte.

Na casa de Manba, chamou a atenção dos investigadores o fato de haver vários recortes de jornal com informações sobre a tragédia de 2015 de Mariana, da Samarco. Também foram identificados cartões de crédito, computadores e extratos de contas bancárias no exterior.


Rodney Costa/ Estadão Conteúdo  


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto

×