Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Cachoeira do Urubu tem queda d’água forte já em dezembro

Meteorologia prevê ainda mais chuvas

Compartilhe
Google Whatsapp

As águas de março que costumavam fechar o verão parecem ter dado uma antecipada no Norte do Piauí. Uma prova disso é a esplendorosa queda d’água da Cachoeira do Urubu, em Esperantina, município localizado há 187 km de Teresina. As chuvas fortes têm causado deslumbramento aos que visitam o local turístico.

Cachoeira já derrama forte em dezembro (Crédito: Divulgação)
Cachoeira já derrama forte em dezembro (Crédito: Fabrício Jacksom)


As chuvas foram intensas em todo o Piauí. “As chuvas que deveriam acontecer no meio de dezembro, começaram logo no início. Houve uma antecipação das chuvas. Na primeira semana choveu muito, acima da média. Em alguns municípios chegaram a mais do dobro do previsto. Isso aconteceu de Norte a Sul do Piauí”, explica Sônia Feitosa, meteorologista da Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semar).

Águas impressionam pela beleza (Crédito: Fabrício Jacksom)
Águas impressionam pela beleza (Crédito: Fabrício Jacksom)


E a explicação para estes fenômeno vêm dos ventos. “No Norte do Estado as chuvas foram marcante porque aconteceram dois sistemas que contribuíram. Primeiramente, o vôrtice côncavo em altos níveis [VCAN], que fica girando em um sentido anti-horário e é bastante produtor de chuvas. As bordas desse sistema possuem alto grau de precipitação. O epicentro estava quase no hemisfério Norte, o que colaborou para chover aqui de forma intensa. Além disso, a zona de convergência intertropical [ZCIT], próxima à linha do Equador, também contribuiu. O ZCIT trás ventos úmidos do oceano atlântico para a linha do equador”, discerne a meteorologista.

Quedas d'água correm vigorosamente (Crédito: Fabrício Jacksom)
Quedas d'água correm vigorosamente (Crédito: Fabrício Jacksom)


No Sul do Estado as chuvas fortes ocorreram por influência de outro sistema de vento. “A zona de convergência do atlântico sul [ZCAS], por outro lado, contribuiu para as chuvas do Sul do Estado. Principalmente aquelas mais fortes. As médias gerais mostram um cenário melhor do que os anos anteriores. Passamos com seis anos de seca. A região semi-árida do Piauí, a parte sudeste, no entanto, deve ter chuvas normais ou abaixo da média”, prevê Sônia Feitosa.


E a previsão da Semar consta mais meses de chuva. Sim, o Piauí também terá águas de março no mês propriamente dito, assim como em janeiro e fevereiro. “No mês de janeiro a tendência é chover mais do que dezembro. Em janeiro as chuvas vão se efetivar de verdade no Estado. Ainda temos bastante chuva prevista. Mas não é obrigado que janeiro chova acima da média esperada, como foi em dezembro. Mas até março podemos esperar mais chuvas, inclusive o Norte do Estado costuma ter mais chuvas mesmo em março. Em Teresina mesmo o mês que mais chove é em março”, finaliza.


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Recomendamos

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto

×