Caminhão com soldados do exército tomba na PI-113

O fato aconteceu na tarde deste domingo.

Atualizado às 19h15

Diretora administrativa do hospital fala sobre estado de saúde das vítimas

A diretora administrativa do Hospital Leônidas Melo, concedeu uma entrevista ao vivo para a Rede Meio Norte, onde falou sobre o estado de saúde das vítimas que foram atendidas no local.

“O hospital de Barras atendeu com suporte as vítimas desse acidente com a equipe de plantão. Todos os profissionais que trabalham no hospital foram acionados e prontamente estiveram aqui toda a tarde atendendo, é bom destacar que médicos vieram de outras cidades como Campo Maior, Esperantina, Batalha, Piripiri, Luzilândia, o prefeito de Barras também esteve durante toda a tarde realizando atendimentos. Então nós tivemos uma equipe que nos possibilitou estabilizar todos os pacientes e levá-los até Teresina com segurança. Nós não tivemos fraturas expostas, porém nós tivemos muitas fraturas, muitos traumatismos cranianos, eles relatavam muitas dores na coluna então acredita-se que tiveram lesões. Os pacientes mais graves foram entubados e transportados para Teresina”, declarou.


Image title

Image title

Image title

Atualizado às 18h50

Vítima fatal de acidente com caminhão do exército é identificado

A única vítima fatal do acidente com comboio do exército na PI-113 que seguia de Batalha para Teresina, é de família barrense. Após apurações, foi constatado que o rapaz se chama Pedro Henrique Pimentel. Os avós dele moram no bairro Pedrinhas em Barras e ele morava com os pais no bairro Promorar, em Teresina. O acidente aconteceu em Barras, próximo à localidade Cantinho.

Pedro Henrique e cinco soldados que estão em estado grave foram deslocados para Teresina.

Em um verdadeiro ato de solidariedade e de amor ao próximo, a população se movimentou em prol de ajudar as vítimas, muitos foram ao local do acidente, auxiliaram no resgate. Profissionais da saúde de Barras e de municípios vizinhos enviaram profissionais para ajudar no socorro às vítimas. O prefeito de Barras, Carlos Monte, que é médico, também foi para o hospital trabalhar.

Pedro Henrique Pimentel (Crédito: Reprodução)
Pedro Henrique Pimentel (Crédito: Portal Longah)
Vítimas recebem atendimento (Crédito: Reprodução)
Vítimas recebem atendimento (Crédito: Portal Longah)
Vítimas recebem atendimento (Crédito: Reprodução)
Vítimas recebem atendimento (Crédito: Portal Longah)
Ambulâncias fazem a transferência de feridos para o HUT (Crédito: Portal Longah)
Ambulâncias fazem a transferência de feridos para o HUT (Crédito: Portal Longah)
Ambulâncias fazem a transferência de feridos para o HUT (Crédito: Portal Longah)
Ambulâncias fazem a transferência de feridos para o HUT (Crédito: Portal Longah)
Ambulâncias fazem a transferência de feridos para o HUT (Crédito: Portal Longah)
Ambulâncias fazem a transferência de feridos para o HUT (Crédito: Portal Longah)


Atualizado às 16h02

Soldados pularam antes de caminhão tombar

Foi confirmado uma vítima fatal até o momento. Ele estava no caminhão que compunha o comboio do exército formado por uma ambulância, um caminhão com soldados e mais um carro de transportar máquinas.

Uma estudante que passava no local no momento do acidente descreveu momentos de terror e de gritos. “Quando o caminhão perdeu o controle ele saiu se arrastando pelo meio fio antes de capotar, momento que muitos soldados pularam. A ambulância do exército que ia na frente voltou para prestar socorro”, disse.

De acordo com um dos soldados que estavam no caminhão, o grupo almoçou em Batalha e seguiu viagem. Há a possibilidade do motorista ter cochilado. O corpo da única vítima fatal foi periciado pelo Instituto Médico Legal.

Populares se aglomeram na porta do Hospital  (Crédito: Portal Longah)
Populares se aglomeram na porta do Hospital (Crédito: Portal Longah)

Atualizado às 15h17

Pelo menos 30 soldados estavam no caminhão no momento do acidente

A relações públicas do exército, Capitã Sofia, informou a um portal local que havia pelo menos 30 soldados dentro do caminhão. Ela não pôde confirmar o número de óbitos, mas a informação inicial é que um soldado morreu.

A enfermeira Márcia Magalhães, do Hospital Regional Leônidas Melo, informou que 15 atendimentos foram feitos na cidade e cinco foram encaminhados para Teresina em estado gravíssimo. “Até agora nenhuma vítima fatal chegou aqui. Cinco militares deram entrada em estado gravíssimo. Acredito que, se houver vítimas fatais, eles podem ser levados pelo Instituto Médico Legal direto para Teresina”, disse.

Caminhão com soldados do exército tomba na PI-113

Um caminhão do exército que transportava militares de Esperantina para Teresina perdeu o controle após passar por Barras, na PI-113, próximo à localidade Cantinho, antes de Cabeceiras do Piauí. O acidente aconteceu por volta de 13h deste domingo (09/07).

De acordo com as informações dos membros do Grupo de Apoio Voluntário de Barras, há muitos feridos no local e ainda não há confirmação do número de óbitos. O local é de difícil acesso. Os hospitais de Barras e de Campo Maior enviaram ambulâncias  para receber os feridos.


A assessoria de comunicação do 2º Batalhão de Engenharia de Construção em Teresina, confirmou o acidente e uma equipe de militares foi enviada ao local para prestar socorro as vítimas.

Os militares faziam guarda de uma ponte no município de Batalha e estavam fazendo a troca de plantão no revezamento.

Três viaturas do Corpo de Bombeiros foram destinadas para o local e uma equipe do Hospital de Urgência de Teresina também foi acionada para ajudar no resgate aos feridos. O Instituto Médico Legal de Teresina também foi encaminhado para o local.

Neste momento o socorro às vítimas ainda está acontecendo.

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title



Fonte: Com informações de Efrém Ribeiro e portal Longah
logomarca do portal meionorte..com