Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Campanha de Vacinação contra Febre Aftosa começa nesta segunda (1º)

Nesta primeira etapa de 2020 devem ser vacinados todos os bovinos e bubalinos, independentemente de faixa etária.

Compartilhe

Mesmo diante da pandemia da Covid-19, a Campanha de Vacinação contra Febre Aftosa não pode parar e a primeira etapa 2020 vai ocorrer nos meses de junho e julho, quando devem ser vacinados todos os bovinos e bubalinos do estado, independentemente da faixa etária.

A certificação está marcada para o período de 1º de junho a 15 de julho e, por conta da pandemia, nesta etapa, os produtores poderão realizar a certificação de três formas: por meio de uma declaração on-line no Sigadapi; envio de todos os dados preenchidos (fotos ou escaneador) por e-mail ou pelo celular ou presencial nos escritórios da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Piauí (Adapi).

A Adapi elaborou uma cartilha destinada aos produtores sobre os cuidados que devem tomar para evitar a proliferação da Covid-19, como lavar as mãos frequentemente com água e sabão, uso de máscara, evitar tocar no rosto, especialmente olhos, nariz e boca; cobrir o nariz e boca ao espirrar ou tossir e fazer o distanciamento de 2 metros entre as pessoas.

Com relação à vacina, a Adapi orienta que a compra se dê, preferencialmente por internet e receber em casa (sistema delivery) ou encomendar com antecedência e combinar o recebimento. Para receber, somente uma pessoa por família deve ir diretamente à revenda, tomando o cuidado de tocar apenas no produto que vai levar.

A cartilha orienta ao produtor que, ao chegar em casa com a vacina, ele deve lavar as mãos e limpar a vacina com álcool ou água sanitária antes de guardar na geladeira e no dia da vacina, evitar aglomeração.

Com relação ao ato da vacinação, a Adapi esclarece que o produtor deve dar preferência para que o uso das pistolas e outros equipamentos de vacinação sejam individuais por trabalhador e haja o menor contato possível entre pessoas.

Além disso, deve evitar estressar o animal, manter a vacina em isopor com gelo, fazer a troca, desinfecção (fervura) de agulhas a cada 10 minutos e aplicar a vacina na tábua do pescoço, subcutâneo (debaixo da pele).


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar