Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Acesse a versão para celular
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Casal é preso por prender filho obrigando-o a comer cenouras

O menino era obrigado a comer apneas cenouras

Casal é preso por prender filho obrigando-o a comer cenouras
Pais obrigavam garoto a comer somente cenouras | Reprodução/Departamento de Polícia de Utah
Compartilhe
Google Whatsapp

Um casal do estado de Utah, nos Estados Unidos, foi preso sob a acusação de abuso infantil por manter seu filho adotivo, de apenas seis anos, trancado em um porão. Sem iluminação, acesso aos outros cômodos da casa e nem mesmo um banheiro, o menino era forçado a comer apenas cenouras, assim, quando foi retirado do local, sua pele estava laranja.

De acordo com a nota divulgada pelo Departamento de Polícia de Utah, a criança ficava presa no porão de 10m² entre as seis da tarde e sete horas da manhã. Durante esse período, era forçado a comer apenas cenouras. “Ele deveria comê-las antes das refeições, e se não terminasse de ingerir os legumes em um tempo específico, não poderia consumir outras comidas”. Por causa da constante ingestão do legume, a pele do garoto adquiriu uma tonalidade cor de  laranja .

Em um porão escuro, cheio de ratos e aranhas, o garoto de apenas cinco anos era forçado a comer cenouras (Crédito: Reprodução/Departamento de Polícia de Utah  )
Em um porão escuro, cheio de ratos e aranhas, o garoto de apenas cinco anos era forçado a comer cenouras (Crédito: Reprodução/Departamento de Polícia de Utah )


Além disso, o garoto relatou que o pequeno porão estava infestado de ratos e aranhas – o chão do local era coberto por dejetos dos ratos –, e para não irritar os pais, ele escondia suas fezes em um buraco na parede, já que não havia um banheiro para ser usado. Sem uma cama, ele precisava dormir em um colchão, colocado no chão, e apenas um cobertor para se esquentar. 

Após meses de investigações, os detetives da unidade policial prenderam o casal no dia 3 de agosto. Clarissa e Brett Tobiasson, pais adotivos de outro garoto – irmão biológico da vítima – e de uma menina de dois meses, foram acusados de abuso infantil de segundo grau, e agora devem comparecer ao tribunal no dia 14 de setembro para a próxima audiência marcada.

Histórico de situações problemáticas

Durante a apuração de dados, a polícia descobriu que o comportamento dos Tobiassons apresentava alguns pontos singulares. Certa vez, os pais puniram a criança por comer amostras de comidas em um supermercado local, tudo porque deveria se alimentar de cenouras antes de ingerir qualquer outra coisa.

Em uma diferente situação, a família prometeu à vítima que ele poderia comer pedaços de pizza como uma recompensa, mas como o garoto "demorou muito" para terminar de ingerir as cenouras, ele ficou sem a pizza.

Informações do “The Daily Herald” dizem que Clarissa contou a uma amiga, durante o ano passado, que ela forçava seu filho a comer cenouras porque ele não gosta do legume. As autoridades ainda não confirmaram a declaração, porém, este pode ser um dos motivos que levaram aos episódios de abuso.

Ainda não se sabe se o objetivo do casal era realmente deixar a criança com a pele laranja. Agora, garoto está sob a guarda de sua avó, enquanto seu irmão biológico, de dois anos, e sua irmã adotiva, de apenas dois meses de idade, estão sob os cuidados do Conselho Tutelar regional.





Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp
Carregar os comentários (0)

comentários

fechar comentários
Nenhum comentário feito até o momento

veja também

Recomendamos

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto