Cavalo acompanha cortejo fúnebre do dono e cena comove em Barras

O cavalo parecia que sofria junto com os parentes

Inúmeras músicas foram cantadas em homenagens ao vaqueiro Diógenes da Silva, o famoso Guaxinim, no cortejo que levou seu corpo até o Cemitério São José, em Barras (120 km de Teresina), no entanto uma cena comoveu as pessoas que acompanharam o funeral do vaqueiro: o cavalo, de nome Gladiador, que pertencia ao vaqueiro e era seu inseparável companheiro, acompanhou todo a cerimônia fúnebre.

Com semblante triste, o cavalo parecia que sofria junto com os parentes e os muitos amigos do falecido.

O vaqueiro, vencedor de várias competições regionais de vaquejada no norte do Piauí, morreu no último Domingo de Páscoa (16, aos 50 anos de idade, em decorrência de complicações durante uma cirurgia cardíaca realizada em Teresina.


Image title

Image title

Fonte: Com informações do MPiaui
logomarca do portal meionorte..com