Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Centro de Educação Janela para o Mundo integra comunidades com arte

Entre manifestações folclóricas estão o “Bumba Meu Boi” e a personagem “Folharal”, que se veste com saias de folhas da palha da carnaúba.

Compartilhe
Google Whatsapp

O Centro de Educação Janela para o Mundo, mantido pela Omega Energia, no município de Ilha Grande, desenvolveu o projeto “Muro Cultural” envolvendo alunos do próprio Centro e estudantes da Escola Municipal Joana Darc, da Comunidade Barro Vermelho. O projeto foi criado para resgatar a cultura da região, identidade histórica e memória com o registro de tradições e manifestações culturais por meio da arte visual. 

O primeiro resultado da ação foi a redação produzida após a pesquisa de campo realizada pelos alunos, que tiveram a oportunidade de aprender com os moradores mais velhos um pouco da história da região que habitam, as formas de sobrevivência, além das principais manifestações culturais e folclóricas. Em um segundo momento os alunos refletiram o conhecimento adquirido no muro da quadra de esportes, ao lado da Escola Municipal Lourdes Pinheiro e do próprio Centro Janela para o Mundo, no Labino. O muro foi grafitado pelos alunos com desenhos que representam as manifestações socioeconômicas e culturais das duas comunidades. Para a produção dos desenhos, os alunos resgataram as memórias da região ao entrevistar os moradores mais antigos. 

Entre manifestações folclóricas estão o “Bumba Meu Boi” e a personagem “Folharal”, que se veste com saias de folhas da palha da carnaúba. Já entre as tradições da região foram registrados os cajueiros, a extração do barro vermelho para a produção de cerâmica, conhecida nacionalmente, e a produção de vassouras de palha de carnaúba, bem como extração da cera da palmeira. 

Dierson Oliveira, diretor da Escola Municipal Joana Darc e grafiteiro, comentou que o projeto foi importante porque promoveu a integração entre gerações por meio da arte visual. “Fizemos um documentário e produzirmos uma redação sobre o que os alunos conheciam das suas comunidades, além de desenhos. Com o material produzido, escolhemos um muro da escola para grafitar personagens da própria comunidade, escolhidos por eles. O muro que, às vezes separa, hoje foi o que uniu a galera”, refletiu. 

Pedro Nicolas, 16 anos, aluno de inglês e reforço escolar do Centro de Educação Janela para o Mundo e estudante do 9º ano da Escola Municipal Lourdes Pinheiro Machado, foi um dos que participou da grafitagem e viveu uma experiência “massa”. “Participar foi legal, deixou o muro mais bonito, além disso foi minha primeira vez grafitando e é bom conhecer também mais sobre nossa cultura”, frisou.

O artesão e dançarino Alexandre explicou que a grandiosidade deste projeto está na capacidade de integração das crianças das duas comunidades. “O intercambio de conhecimento através da arte mostra que a união entre todas as localidades promove o crescimento do município de Ilha Grande como um todo. Juntos podemos fazer muito mais!”, afirma.

O Projeto será finalizado com a confecção de um livro com os registros coletados pelos alunos em campo e ficará à disposição na escola do Barro Vermelho e no Centro de Educação Janela para o Mundo.

 Sobre a Omega

Fundada em 2008, a Omega Energia é uma companhia brasileira que investe em energia limpa e renovável, criando valor tangível para todos os seus stakeholders. Presente em seis estados, a Companhia detém um portfólio com 11 usinas em operação e outras 2 em construção, totalizando 1.149 MW de capacidade instalada.

 A Omega no Piauí

Instalada nos municípios de Parnaíba e Ilha Grande, a Omega está presente no Piauí desde 2012 e gera anualmente 754GWH de energia com o funcionamento dos parques Delta 1 e Delta 2, que entraram em operação comercial em julho de 2014 e agosto de 2016, respectivamente. Com um investimento inicial de R$ 900 milhões, o parque está situado em uma área total de 5.071 hectares com 69 aerogeradores, capazes de gerar 144,8 MW. Atualmente, a Omega mantém direta ou indiretamente 44 postos de trabalho na operação, sendo 33 destes ocupados por pessoas da região.


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar