Chapecoense: Corpos são velados sob chuva na Arena Condá

Corpo das vítimas do acidente são velados na Arena Condá.

A cerimônia foi encerrada com mensagens de jogadores de futebol de todo mundo. Neymar. Juninho Pernambucano, Marcelo Moreno, Mithyue (futsal), Leandro (Coritiba, ex- palmeiras), Everton (Grêmio), Edílson (Grêmio), Roberto Dinamite, Osvaldo  (Flu), Neto, Leo (ex- santos), Keirrison e Ariel falaram. Depois das mensagens, o encerramento da festa foi marcado por uma volta dos parentes e amigos das vítimas pelo gramado. Todos, na sequência, saíram em silêncio da linda e emocionante despedida.

Atualizado às 14:00

O presidente da Fifa, Gianni Infantino, esteve na Arena Condá acompanhado dos ex-jogadores Carles Puyol e Clarence Seedorf, eles foram prestar solidariedade ao povo de Chapecó na cerimônia fúnebre realizada no estádio. O treinador da seleção brasileira , Tite, também esteve no velório. 

Alguns caixões já deixaram o estádio, eles serão levados às cidades natais dos jogadores por aviões da Força Aérea Brasileira. 16 das vítimas do acidente serão sepuldas em Chapecó. 


Atualizado às 13: 30

Funcionários da Chapecoense entregam camisa, bandeira e flores aos parentes das vítimas. Momento de profunda consternação na Arena Condá. Durante a cerimônia, os nomes de todas as vítimas foram falados, causando bastante comoção no público que se encontra nas arquibancadas. 

Prefeito de Chapecó discursa e veste a camisa do Atlético Nacional: "Lendas não morrem". Balões brancos são soltos um por um em homenagem aos mortos do acidente aéreo da Chape.

Após os corpos das vítimas do acidente  com a equipe da Chapecoense chegar ao aeroporto de Chapecó, receber honras militares e deixar o local em cortejo fúnebre, as vítimas chegaram à Arena Conda, onde foram recebidos pelos milhares de torcedores dentro e fora do estádio. O velório coletivo deve começar dentro de poucas horas, já que todos os caixões já foram acomodados no gramado. 

A torcida, mesmo de longe, mostrou muita emoção na chegada dos 50 caixões ao estádio. Assim que que os caixões foram sendo posicionados, as famílias já se aproximavam de seus entes queridos. Segundo as autoridades, são esperadas mais de 100 mil pessoas. 

Caixões já foram acomodados no gramado da Arena Condá (Crédito: Agência Estado)
Caixões já foram acomodados no gramado da Arena Condá (Crédito: Agência Estado)

Do lado de fora da Arena, a torcida assiste à cerimônia por meio de um telão. Nem mesmo a chuva afastou os diversos torcedores que foram ao estádio para a despedida dos jogadores e outros integrantes do clube que morreram no acidente.

Parentes e amigos próximos das vítimas se despedem de seus entes queridos no gramado, em uma área coberta próxima dos caixões.

Na arquibancada, os torcedores se dividem entre o silêncio, cantos e aplausos. "Vamos, vamos, Chape" e "Ole, ole, ole, ole, Chape" são algumas das palavras ditas pela torcida.

A mãe do goleiro Danilo, Ilaídes Padilha, foi muito aplaudida ao dar uma volta no gramado antes da chegada dos caixões.

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Fonte: Com informações do UOL