Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Cidades do RS fecham escolas por causa da seca

Por causa da falta de chuva, 21 municípios do noroeste gaúcho vão suspender os serviços públicos

Compartilhe

Enquanto o Nordeste registra excesso de chuva, o Sul do Brasil sofre com a seca. No Rio Grande do Sul, já são 173 municípios em situação de emergência por causa da estiagem. Em Erechim, as plantações estão queimadas e o solo está rachando. A barragem que abastece a cidade está três metros abaixo do nível normal.

Desde o começo desta semana, a população enfrenta o rodízio no abastecimento de água. São 14 horas de fornecimento normal e outras 14 horas de torneiras secas.

Por causa da falta de chuva, 21 municípios do noroeste gaúcho vão suspender os serviços públicos, por uma semana, a partir de segunda-feira (11). Só serão mantidos o atendimento à saúde e o recolhimento de lixo. Até as escolas serão fechadas.

O custo para manter um caminhão-pipa chega a ser de R$ 11 mil por dia em algumas cidades.

Chuva

Na terça-feira (5), a chuva chegou em algumas regiões do estado, mas não foi o suficiente para reverter a situação. Até o início da noite, segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o volume registrado em Santana do Livramento não passou de dois milímetros. O maior índice ocorreu em Chuí, com 17,4 milímetros. Em Porto Alegre, choveu mais forte.

E o drama da seca não é exclusivo dos gaúchos. Até a tarde de terça, 94 municípios de Santa Catarina já haviam decretado emergência.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar