Com celular há mais de 3 meses no estômago, preso aguarda cirurgia

Homem de 31 anos alega que engoliu o aparelho em outubro de 2016

Um detento, de 31 anos, que cumpre pena em São Paulo alega que está com um celular no estômago há mais de três meses. A informação foi divulgada pela Secretaria da Administração Penitenciária do Estado de São Paulo nesta quarta-feira (1º) e um exame de raios-x abdominal constatou a presença do aparelho, que ainda não foi retirado.

De acordo com a secretaria, o exame foi realizado no dia 25 de janeiro, depois que houve denúncias, e o preso foi encaminhado para o hospital, onde foi submetido ao procedimento.

Detento afirma que engoliu o celular em outubro de 2016 (Crédito: Reprodução)
Detento afirma que engoliu o celular em outubro de 2016 (Crédito: Reprodução)

Aos funcionários da unidade prisional, o detento confessou que engoliu o telefone móvel no fim de outubro de 2016. Após o exame, o sentenciado passou por atendimento médico e foi levado posteriormente ao plantão da Polícia Civil, onde foi lavrado o Boletim de Ocorrência.

“Logo depois, retornou para a penitenciária, onde aguarda agendamento de procedimento para retirada do aparelho. O homem possui 31 anos e foi isolado preventivamente, visando à apuração dos fatos. Também foi instaurado procedimento disciplinar para apurar o ocorrido”, informou a SAP.


Fonte: Com informações do G1
logomarca do portal meionorte..com