Com investimento de R$ 17 milhões, presídio de Altos terá 600 vagas

Obra será concluída no primeiro semestre de 2018.

O secretário de Justiça do Estado, Daniel Oliveira, agentes penitenciários e a equipe técnica da Secretaria de Justiça do Piauí visitaram, na manhã desta quinta-feira (21), as obras da Cadeia Pública de Altos. A obra está em pleno andamento e a previsão paraconclusão é no primeiro semestre de 2018.

Com um investimento de R$ 17,1 milhões, a nova unidade prisional será o maior presídio do Piauí, tendo capacidade para 603 detentos. O presídio ajudará a reduzir a superlotação do sistema penitenciário estadual. A obra conta com cerca de 140 operários e estácom 40,03% concluída.

Secretário de Justiça visita obras (Crédito: Sejus)
Secretário de Justiça visita obras (Crédito: Sejus)

Para o secretário de Justiça, Daniel Oliveira, a Cadeia Pública de Altos será um alicerce para o futuro do sistema prisional do Piauí. “Retomamos essa obra, no ano passado, e vamos entregar no início de 2018. São mais de 100 trabalhadores da região atuando.Estamos otimistas com o desenvolvimento da obra”, declara.

A engenheira da Secretaria de Justiça, Socorro Seabra, por sua vez, também observa que “a obra está andando muito bem. A empresa tem nos atendido proativamente. Estamos caminhando para completar 45% de execução da obra, nos próximos dias, o que vai garantir,portanto, sua entrega em 2018".

A Cadeia Pública de Altos tem estrutura com três pavilhões, módulos educacionais, módulos de assistência à saúde, módulo para visita íntima e setor administrativo. A nova unidade está localizada próxima à Colônia Agrícola Major César Oliveira.

Secretário de Justiça do Estado, Daniel Oliveira (Crédito: Sejus)
Secretário de Justiça do Estado, Daniel Oliveira (Crédito: Sejus)


Mais equipamentos de segurança para agentes penitenciários

Durante a visita à obra da Cadeia Pública de Altos, o secretário de Justiça, Daniel Oliveira, também entregou novos equipamentos de proteção individual para os agentes penitenciários do Estado. São coletes balísticos, caneleiras, joelheiras e outros equipamentospara uso dos agentes prisionais, o que, segundo a Secretaria, vai reforçar a segurança nas unidades penais

“É uma aquisição muito importante. Em 34 anos de Secretaria de Justiça, nunca tivemos tanta aquisição de equipamentos de proteção individual, armas e munições como estamos tendo agora. Sem dúvida, com esses equipamentos, a Sejus vai modernizar o sistema prisionale avançar na segurança para os funcionários”, pontua o agente penitenciário Fábio Keyller.

Fonte: Sejus
logomarca do portal meionorte..com