Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Como o estresse pode afetar a saúde bucal?

Conheça os incômodos que momentos de tensão podem trazer ao sorriso

Compartilhe

Devido ao isolamento social, muitas pessoas estão passando por mudanças bruscas na rotina, que podem aumentar o estresse. No geral, esses momentos de tensão afetam o organismo de diferentes maneiras, que variam de acordo com cada pessoa. Por isso, a Dra. Brunna Bastos, cirurgiã-dentista, alerta sobre como o estresse também pode afetar a saúde bucal.

"A quarentena pode gerar a sensação de ansiedade constante, esse estresse sentido por algumas pessoas pode ter um efeito pró-inflamatório, que somado a uma higiene bucal precária, pode impactar a saúde bucal e levar ao surgimento de doenças periodontais, aftas e outros problemas", afirma.

A especialista reforça a importância de manter hábitos saudáveis de cuidado bucal em casa e a ficar atento a possíveis incômodos como:

Aftas: ainda que haja poucos estudos conclusivos, existem pesquisas que apontam uma relação entre pacientes com quadro clínico de estresse e o desenvolvimento de afta. Um dos motivos é que pessoas estressadas estão mais propensas a morder lábios e bochechas, hábito que pode facilitar o surgimento de aftas.

Istock

Bruxismo e apertamento dos dentes: o hábito de ranger os dentes ao dormir ou mesmo o apertamento dentário durante o dia são problemas que afetam além da estrutura dentária a articulação temporomandibular, tendo como consequência dores de ouvido e de cabeça intensas, além de problemas musculares na face, pescoço, ombro e em toda região cervical.

Boca seca: a diminuição da produção de saliva é outro fator que pode ser causado pelo estresse. A saliva é extremamente necessária para ajudar a proteger a boca contra bactérias e fungos, além de prevenir o aparecimento de cárie dental e inflamações, assim, tentar lidar com a ansiedade e estresse pode ajudar a evitar a falta de saliva.

Doenças gengivais e periodontais: a pessoa sob estresse pode negligenciar o cuidado bucal, e a má higienização bucal leva ao acúmulo de bactérias e, consequentemente, a formação de cárie, inflamações na gengiva e doença periodontal. "O estresse causa também um desequilíbrio hormonal que favorece a desregulação do sistema imune, responsável pela defesa do organismo contra inflamações em todo organismo, afetando inclusive a saúde bucal", esclarece.

A especialista comenta que o estresse também pode estimular maus hábitos de saúde bucal como fumar, consumir bebidas alcoólicas e se descuidar da dieta. Principalmente neste período de quarentena é importante estar atento aos cuidados com a saúde como um todo e fazer, sempre que possível, atividades que auxiliem a sensação de bem-estar, reduzam o estresse e proporcionem uma dieta saudável. Além disso, vale manter o cuidado com a saúde bucal, escovando os dentes ao menos uma vez ao dia, e realizando a limpeza interdental diariamente, hoje já existem produtos que deixam a limpeza entre os dentes muito mais fácil, com os fios dentais com haste, flossers, ou os palitos interdentais siliconados, Soft-Picks.

"Caso a pessoa apresente alguns dos problemas bucais apresentados é importante procurar o dentista. Como estamos em período de quarentena, entre em contato com o profissional antes pelo telefone, informando os incômodos para analisar a possibilidade de uma consulta presencial", ressalta.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar