A campanha Papai Noel dos Correios é uma verdadeira vitrine de sonhos de crianças carentes. Esta linda tradição que a empresa estatal brasileira realiza há 29 anos busca presentear crianças que mandam cartas para o bom velhinho, com o objetivo de incentivar a sociedade civil a adotar os bilhetes e realizar o sonho de meninas e meninas de todo o país.

Somente no Piauí foram 10 mil cartinhas enviadas aos Correios. Destas, 7 mil foram contempladas. O número de cartinhas e doações cresce a cada ano, e os Correios têm cumprido o desafio de aumentar o número de doações.

\"\"

É o que explica Valdivino Cavalcante, coordenador da campanha no Piauí. “Estamos na 29ª edição. Já é uma tradição dos Correios fazer esta linda campanha. E a cada ano o Papai Noel dos Correios só cresce. Os números de cartinhas e doações aumentaram muito. Nós já estamos com mais de 10 mil cartas recebidas e foram mais de 7 mil crianças contempladas com presente aqui no Piauí. Foi mais de 70% das cartinhas foram adotadas”, afirma.

Os números também crescem em nível de Brasil. “Em nível nacional, foram 100 mil cartas a mais. Em 2017 foram 540 mil cartas, mas este ano vamos chegar a 640 mil”, acrescenta o coordenador da campanha.

Para Francisco Marinho, o bom velhinho piauiense, mostra que o verdadeiro sentido do Natal é a chegada de Jesus. “É tempo de amor, fé e gratidão a Deus. Precisamos reconhecer e refletir sobre tudo na vida. Para mim o importante é fazer que as crianças percebam o verdadeiro sentido natalino”, aponta.

A direção de uma das escolas beneficiadas faz um balanço positivo da camapanha. “É uma ação muito boa porque os pais e as crianças não têm condições de comprar um presente. O triste é quando nem todas conseguem. Mas no mundo de hoje é difícil fazer as pessoas pararem de pensar em si e que pensem no outro. Isso é bom demais”, aponta Socorro Cavalcante, diretora do CMEI Maria Augusta de Jesus, bairro Dirceu, zona Sudeste.