O recente aumento no número de casos de covid-19 em diversas regiões dos Estados Unidos motivou instituições de ensino a retomarem medidas adotadas no auge da pandemia,como o uso de máscaras e até aulas na modalidade remota.

Estados como Nova York, Pensilvânia, Massachusetts e Texas restabeleceram as medidas, segundo a agência Associated Press. Este é o terceiro ano seguido que as universidades sofrem alterações no calendário devido à pandemia, com grande parte dos estudantes não tendo, até agora, um semestre de aulas presenciais regulares.

Medidas adotadas por conta da subvariante BA.2, da ômicron | FOTO: ValorMedidas adotadas por conta da subvariante BA.2, da ômicron | FOTO: Valor

Filadélfia é um dos estados que recentemente retomaram a obrigatoriedade do uso de máscara, levando a Universidade da Pensilvânia e a Universidade de Temple a exigi-las novamente a partir da última segunda-feira. Embora a prefeitura local tenha encerrado a exigência na quinta, as faculdades mantiveram a recomendação de uso.

Na capital, Washington, o campus principal da Howard University já vinha adotando o ensino remoto, com muitos dos alunos tendo aulas e avaliações em casa. Mesmo com o ano acadêmico chegando ao fim, a nova onda levou os diretores a voltar ao modelo on-line, uma vez que a taxa de infecção por covid na cidade mais que dobrou em abril.

A Universidade Estadual do Novo México anunciou na segunda-feira (18), que todos os alunos do campus deveriam ser totalmente vacinados contra covid até 1º de julho, terminando com a opção de enviar testes semanais como alternativa.

Variantes

Várias cidades apresentaram aumento nos casos e nas hospitalizações nas últimas semanas, muito por conta da subvariante BA.2, da ômicron, que continua a se espalhar rapidamente pelos EUA.

“Por mais que gostaríamos de seguir em frente e pensar que a pandemia acabou, e acho que todos gostaríamos que isso acontecesse neste momento, é uma ilusão. A pandemia ainda está conosco”, disse à AP, Anita Barkin, copresidente de uma força-tarefa contra covid da American College Health Association.