O Conselho Regional de Medicina do Piauí (CRM-PI) divulgou uma nota alertando sobre o aumento do número de casos de dengue no Estado. O Conselho destacou ainda que os médicos permaneçam vigilantes quando aos diagnósticos e evolução dos casos. 

NOTA AOS MÉDICOS E À SOCIEDADE PIAUIENSE

O Conselho Regional de Medicina do Estado do Piauí (CRM-PI) manifesta seu alerta acerca da escalada no número de casos de dengue em nosso Estado, inclusive com notificações de óbitos.

De acordo com os mais recentes e oficiais boletins epidemiológicos da dengue, os aumentos registrados chamam a atenção, o que requer dos gestores e da população a adoção de medidas mais enérgicas na prevenção e combate à doença.

O CRM-PI solicita aos médicos piauienses que permaneçam vigilantes quanto ao diagnóstico precoce e evolução dos casos.

Teresina-PI, 01 de abril de 2022.

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DO PIAUÍ






Ver essa foto no Instagram










Uma publicação compartilhada por CRM Piauí (@crmpiaui)

TERESINA TEM MAIS DE 1.200 CASOS

A capital do Piauí vive uma alta nos casos de dengue. A Diretoria de Vigilância em Saúde de Teresina informou nesta sexta-feira (1) que Teresina tem mais de 1.200 casos de dengue confirmados clinicamente. Além disso, dois óbitos por complicações da doença já foram confirmados na cidade.

Comparando com os primeiros dados divulgados no início do ano, os casos aumentaram significativamente. Em janeiro, Teresina tinha registrado 53 casos da doença.

Para as confirmações laboratoriais, foram enviadas amostras dos exames para o Laboratório Central de Saúde Pública do Piauí (Lacn-PI). A diretora de Vigilância em Saúde da FMS, Amariles Borba, recomenda que a população procure os profissionais da saúde em caso de suspeita de dengue. “Se você está com dor no corpo, dor abdominal, e se quando está deitado e levanta, o mundo roda, por favor procure um serviço de saúde. Temos encontrado muitos casos graves”, explica Amariles.

Foto: Prefeitura de TeresinaFoto: Prefeitura de Teresina