O número de famílias desabrigadas neste período chuvoso em Teresina subiu para 647, segundo consta no boletim divulgado nesta sexta-feira (25) pela Secretaria Municipal de Defesa Civil (Semdef). No dia 22 de fevereiro, 639 estavam em situação de desabrigo.

De acordo com o boletim da Semdef, até a quinta-feira (24), 584 famílias estavam em residência de familiares. As demais estavam em cinco abrigos localizados nos bairros Poti Velho, Nova Brasília, Mafrense e Parque Wall Ferraz.

As famílias que se encontram em situação de desabrigo estão cadastradas no Programa Cidade Solidária, da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi). O Programa assiste famílias de todas as zonas da capital, com os seguintes benefícios: auxílio no valor de até R$300 do aluguel social, também oferece cestas básicas; e os kits acolhimento, higiene e limpeza.

Defesa Civil monitora áreas de risco na capital | FOTO: DivulgaçãoDefesa Civil monitora áreas de risco na capital | FOTO: Divulgação

Alerta de chuvas

Nesta sexta-feira (25), a Defesa Civil também alertou para o risco de chuvas intensas em Teresina. O Instituto Nacional de Meteorologia - INMET emitiu o alerta de Perigo de chuvas intensas para as próximas 24h. As chuvas variam entre 30 e 60 mm/h ou 50 e 100 mm e com ventos intensos (60-100 km/h).   






Ver esta publicação no Instagram










Uma publicação partilhada por Defesa Civil de Teresina (@defesacivil.the)

De acordo com a Defesa Civil, a população deve ficar atenta às estruturas dos imóveis: rachaduras nos terrenos, muros ou paredes; estalos em blocos de rochas ou surgimento de trincas; água mais barrenta do que de costume; inclinação de postes e árvores são sinais de que a residência pode estar comprometida.

Em caso de perigo,  algumas medidas são necessárias para evitar acidentes. 

Saiba como agir:

• Saia imediatamente do local;

• Procure abrigo em lugares sem perigo de deslizamento;

• Não se arrisque sem necessidade, não entre no local do deslizamento, somente pessoas especializadas em salvamento podem entrar.

• Informe a Defesa Civil. Ligue 199 ou (86) 3223-7366. O atendimento é 24h, todos os dias da semana.