Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Acesse a versão para celular
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Defesa do goleiro Bruno diz que vai recorrer após decisão do STF

"Mudou as regras no meio do jogo", diz a defesa do goleiro Bruno.

Defesa do goleiro Bruno diz que vai recorrer após decisão do STF
Defesa do goleiro Bruno diz que vai recorrer após decisão do STF | REPRODUÇÃO
Compartilhe
Google Whatsapp

A Primeira Turma do STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu, por três votos a um, revogar a decisão liminar que há pouco mais de dois meses deu a liberdade ao goleiro Bruno Fernandes de Souza, 32, que se apresentou à polícia no fim da tarde desta terça-feira (25), mas foi liberado por falta de mandado de prisão.

O advogado de defesa, Lúcio Adolfo, chamou de "obscuridades" na votação da Primeira Turma do STF. "Ontem eles deveriam decidir sobre o habeas corpus, mas teceram profundos comentários sobre o julgamento (de Bruno, ocorrido em 2013). Eles pré-julgaram. Para revogar a liberdade, começaram a analisar a conduta, o comportamento do Bruno. Não cabia a eles fazer isso naquele momento. Vamos entrar com um embargo de declaração para sanar as obscuridades que o acórdão (do STF) deixou", disse. 

Bruno Fernandes de Souza
Bruno Fernandes de Souza

Para Adolfo, os ministros extrapolaram o assunto que deveria ser julgado naquela sessão do STF. Os advogados de Bruno estudam também as alternativas de pedir a progressão do regime do esportista para o semiaberto e a autorização para trabalhar.

Segundo o advogado, não procede o argumento de que a liberdade de Bruno foi garantida pela protelação da defesa. Há três meses, o ministro do STF Marco Aurélio Mello concedeu o benefício ao goleiro de esperar solto a conclusão da ação penal. Ele estava preso havia quase sete anos, condenado na 1ª instância, mas sem o julgamento de 2ª instância.

Na avaliação do advogado, a Justiça "mudou as regras no meio do jogo". Até por isso, Bruno agora parece abatido, triste, segundo ele, mas conformado de voltar à cadeia.




Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp
Carregar os comentários (0)

comentários

fechar comentários
Nenhum comentário feito até o momento

veja também

Recomendamos

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto