Delegado achado morto em porta-malas de carro é enterrado no Rio

O corpo foi localizado em um carro próximo da Favela do Arará.

Por volta das 14h da tarde deste sábado (13), o corpo do delegado Fabio Monteiro, da Polícia Civil, encontrado morto dentro do porta-malas de um carro já próximo da favela do Arará,  localizada na zona Norte do Rio de Janeiro, foi enterrado no Cemitério do Caju. O velório, ocorrido na Academia de Polícia Silvio Terra, foi marcado por muita revolta e comoção. 

Delegado Fábio Monteiro é enterrado no Rio de Janeiro (Crédito:  Fernanda Rouvenat)
Delegado Fábio Monteiro é enterrado no Rio de Janeiro (Crédito: Fernanda Rouvenat)

Um homem identificado como Wendel Luis Silvestre, suspeito de envolvimento no crime, foi preso pela Polícia Civil. Wendel foi detido para averiguação e levado para a Divisão de Homicídios (DH) da capital, na Barra da Tijuca.

O corpo do delegado estava no porta-malas de um veículo Chevrolet Cobalt preto, na Avenida Dom Helder Câmara, altura do número 287,  região da Favela do Arará.

Testemunhas no local, Favela do Arará, confirmaram a PMs que havia um corpo dentro do porta-malas de um carro com várias marcas de tiros e com um distintivo de delegado da Polícia Civil, livros de Direito Penal e um crachá de um feira literária policial.

Antes de passar no concurso para delegado, Fabio foi agente da Polícia Federal. Lotado na Central de Garantias Norte, o policial era casado e tinha dois filhos. Além disso, era professor de Direito Penal e Processo Penal.

Fábio Monteiro (Crédito: Reprodução)
Fábio Monteiro (Crédito: Reprodução)



Fonte: Com informações do G1
logomarca do portal meionorte..com