Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Deltan Dallagnol deixa comando da Operação Lava Jato

Dallagnol será substituído pelo procurador Alessandro Oliveira

Compartilhe

O procurador da República Deltan Dallagnol vai deixar a força-tarefa da operação Lava Jato em Curitiba. Coordenador da equipe de investigadores desde a sua criação, em 2014, Dallagnol deixará o grupo por questões pessoais - de acordo com a UOL, trata-se de um problema de saúde de sua filha. Procurado, o procurador não se manifestou. A informação foi oficializada pela assessoria de imprensa da força-tarefa.

"Deltan desempenhou com retidão, denodo, esmero e abnegação suas funções, reunindo raras qualidades técnicas e pessoais", diz a Lava Jato em nota. "A liderança exercida foi fundamental para todos os resultados que a operação Lava Jato alcançou, e os valores que inspirou certamente continuarão a nortear a atuação dos demais membros da força-tarefa, que prosseguem no caso." 

Deltan Dallagnol - Foto: José Cruz/Agência Brasil  

Dallagnol será substituído pelo procurador Alessandro Oliveira, que ficará responsável pelos processos da Lava Jato em Curitiba. O ex-coordenador, por sua vez, assumirá as funções antigas de seu substituto.

Segundo comunicado, Oliveira "é membro com maior antiguidade na Procuradoria da República do Paraná a manifestar interesse e disponibilidade para coordenar os trabalhos".

Dúvidas sobre a Lava Jato

A existência força-tarefa em seu modelo atual está atualmente em discussão na PGR (Procuradoria-Geral da República). Até o dia 9 de setembro, o procurador-geral Augusto Aras precisa decidir se prorroga o trabalho do grupo ou até mesmo se vai extingui-lo.

A Lava Jato enviou um ofício à PGR na semana passada solicitando sua prorrogação. Esse ofício é assinado por todos os membros da força-tarefa, inclusive Dallagnol. 

Dallagnol, aliás, enfrenta hoje pressões contra sua atuação na Lava Jato. O CNMP (Conselho Nacional do Ministério Público) tem processos contra ele à espera de julgamento. Caso condenado, ele poderia ser afastado compulsoriamente da força-tarefa.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar