Desaprovação ao juiz Sérgio Moro bate recorde em agosto, diz Ipsos

Pesquisa revela que juiz é mais reprovado do que aprovado

O juiz Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato na primeira instância, é a personalidade mais bem avaliada na pesquisa “Barômetro Político Ipsos”, realizada mensalmente, desde abril de 2016. Contudo, pela primeira vez, a desaprovação ao magistrado registrou uma queda no mês de agosto.


Segundo mostra a pesquisa Ipsos, a rejeição ao desempenho de Sérgio Moro avançou nove pontos percentuais, indo de 28% para 37%, entre os meses de julho e agosto. O indicador de favorabilidade ao juiz também recuou nove pontos percentuais, de 64% para 55%. 

O levantamento ainda revela que a rejeição ao juiz cresceu nas regiões Nordeste (de 34% para 55%) e Norte (de 21% para 40%) no último mês. Além disso, pela primeira vez na série histórica, a desaprovação é maior do que a aprovação – se forem analisados apenas os entrevistados das classes D e E do País – sendo 39% de aprovação contra 47% de desaprovação. O que significa que a desaprovação avançou 18 pontos percentuais no período.

 (Crédito: Agência Brasil)
(Crédito: Agência Brasil)


A pesquisa também avaliou o índice de desaprovação do atual e de ex-presidentes do Brasil. O presidente Michel Temer continua sendo o mais rejeitado pela população, com 93%. Em segundo lugar está Dilma Rousseff, com 79%, junto de Fernando Henrique Cardoso, também com 79%. Luiz Inácio Lula da Silva apresenta 66% de rejeição. Aliás, Lula registrou o maior índice de aprovação na região Nordeste do País, com 57%, e entre os entrevistados das classes D e E (48%).

Entre as personalidades analisadas que já se candidataram à presidência, Aécio Neves se destaca de maneira negativa: ele possui a maior taxa de rejeição, batendo os 91%. Na sequência, estão os também tucanos José Serra (82%) e Geraldo Alckmin (73%). Já Marina Silva, da Rede, acumula índice de rejeição de 65%, enquanto Ciro Gomes, do PDT, apresenta 63%. 

O barômetro Político também analisou outras pessoas públicas quanto ao índice de desaprovação e aprovação, como

Eduardo Cunha (91% e 1%, respectivamente);

Renan Calheiros (84% e 1%, respectivamente);

Rodrigo Maia (72% e 3%, respectivamente);

Gilmar Mendes (67% e 3% respectivamente);

Henrique Meirelles (62% e 3%, respectivamente);

Marcelo Crivella (60% e 8%, respectivamente);

Jair Bolsonaro (56% e 21%, respectivamente);

Paulo Skaf (55% e 7%, respectivamente);

Tasso Jereissati (55% e 4%, respectivamente);

Nelson Jobim (54% e 4%, respectivamente);

João Doria (52% e 19%, respectivamente);

Rodrigo Janot (52% e 22%, respectivamente);

Edson Fachin (51% e 11%, respectivamente);

Carmem Lúcia (47% e 22%, respectivamente);

Deltan Dallagnol (45% e 13%, respectivamente).

Por fim, a pesquisa revela que as personalidades mais bem avaliadas, além do juiz Sérgio Moro (55%), são Joaquim Barbosa (47%), Luciano Huck (44%) e Lula (32%).  A pesquisa da Ipsos contou com 1.200 entrevistas presenciais em 72 municípios brasileiros. A margem de erro é de 3 pontos percentuais.


Fonte: iG