Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Dia do Não Fumar é comemorado hoje em todo o país

Dia do Não Fumar é comemorado hoje em todo o país

Dia do Não Fumar é comemorado hoje em todo o país
Dia do Não Fumar é comemorado hoje em todo o país | Divulgação
Compartilhe

Hoje (16) se comemora em todo o pa?s o Dia do N?o Fumar, que tem como proposta mobilizar a popula??o para discutir as conseq??ncias do tabagismo. Nos ?ltimos anos, o crescente n?mero de doen?as provocadas pelo fumo refor?ou os questionamentos sobre os efeitos do tabagismo. Segundo a Organiza??o Mundial da Sa?de (OMS), o v?cio do cigarro ? considerado a principal causa de mortes inevit?veis em todo o mundo.

Para o pneumologista Celso Ant?nio Rodrigues, chefe do N?cleo de Preven??o da Ger?ncia do C?ncer do Distrito Federal, a import?ncia de datas como a de hoje ? a possibilidade de promover debates e alertar a popula??o.

?Nunca uma epidemia causou tanta morte quanto est? causando o tabagismo, uma epidemia que alcan?a o mundo inteiro. N?o tem um pa?s em que n?o se fuma?.

O especialista afirma que, dentre as subst?ncias presentes no cigarro, as mais mal?ficas ? sa?de humana s?o o benzopireno e o mon?xido de carbono, que alteram o DNA da c?lula, transformando uma c?lula normal em uma c?lula diferente e, posteriormente, em um tumor.

Dentre as doen?as relacionadas ao uso prolongado do cigarro, o m?dico destaca os diversos tipos de c?ncer, al?m de problemas vasculares, derrame cerebral e at? mesmo a amputa??o de membros. ?N?o tem um ?rg?o do organismo que esteja livre em fun??o do indiv?duo fumar?.

O m?dico explica que o c?ncer de pulm?o, doen?a mais associada ao tabagismo, pode se manifestar de diferentes formas. O adenoma, um tumor benigno, pode ou n?o ter rela??o com o cigarro. J? o adenocarcinoma e o carcinoma espinocelular s?o causados diretamente pelo fumo.

Celso Ant?nio Rodrigues alerta que as pessoas que convivem com fumantes e que acabam se tornando fumantes passivos est?o igualmente amea?adas.

Dados da Organiza??o Mundial de Sa?de (OMS) mostram que o chamado o tabagismo passivo ? a terceira principal causa de morte evit?vel no mundo, depois do tabagismo ativo e do consumo excessivo de ?lcool.

O ar polu?do cont?m, em m?dia, tr?s vezes mais nicotina, tr?s vezes mais mon?xido de carbono, e at? cinq?enta vezes mais subst?ncias cancer?genas do que a fuma?a que entra pela boca do fumante depois de passar pelo filtro do cigarro.

Outro mal causado pelo tabaco ? o enfisema pulmonar, doen?a caracterizada pela destrui??o progressiva dos pulm?es. Os sintomas iniciais se resumem ? falta de ar, mas ao final, o paciente n?o consegue mais respirar sozinho, e sobrevive apenas ? base de oxig?nio.

"Algumas pessoas, ao parar de fumar, melhoram muito a condi??o respirat?ria, mas aquilo que o cigarro destruiu n?o vai mais se recuperar?.

Dentre as dificuldades para largar o v?cio, o especialista destaca n?o somente a depend?ncia qu?mica, que pode levar a crises de abstin?ncia severas, como tamb?m o pr?prio condicionamento provocado pelo ato de fumar. ?A pessoa cria aquele ritual de acordar, tomar um caf? e fumar, almo?ar e fumar?.

Para Rodrigues, o fumante que deseja largar o v?cio precisa investir em uma mudan?a de comportamento. Para os que s?o considerados dependentes fortes, o pneumologista recomenda a reposi??o de nicotina por meio de gomas de mascar e adesivos transd?rmicos, dispon?veis no Brasil.

O m?dico garante que o indiv?duo que consegue parar de fumar pelo per?odo de um ano j? pode ser considerado um ex-fumante. Ele afirma que os benef?cios de parar de fumar podem ser percebidos ainda nas primeiras 24 horas sem o cigarro. ?A pessoa j? tem uma press?o arterial dentro da normalidade, melhora as suas condi?es respirat?rias, dorme mais e melhor?.

Rodrigues lembra que a composi??o qu?mica da fuma?a do cigarro envolve cerca de 4.720 produtos qu?micos, alguns deles radioativos, como o Pol?nio 210 e o C?sio. Ele destaca o fato de que a receita para assist?ncia ? sa?de no Distrito Federal, atualmente, ? de R$ 20 milh?es por m?s, dos quais R$ 12 milh?es s?o gastos com doen?as relacionadas ao tabaco.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar