Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Assentamento investe em cana-de-açúcar no Campestre Norte, zona rural de Teresina

Essa é a única área de assentamento no Brasil que produz cana-de-çúcar

Assentamento investe em cana-de-açúcar no Campestre Norte, zona rural de Teresina
Assentamento investe em cana-de-açúcar no Campestre Norte, zona rural de Teresina | Divulgação
Compartilhe

As atividades agr?colas quando desenvolvidas por pequenos produtores organizados em associa??o tendem a ser lucrativas. Um exemplo foi o lucro de 34% no primeiro ano da colheita da cana-de-a?car no assentamento do Projeto Casulo, que teve 110 hectares de ?rea cultivada. Este ano a colheita j? come?ou e a produ??o ? em 240 hectares. O Projeto Casulo tem 106 fam?lias assentadas, fica no Campestre Norte, zona rural leste a 26 km de Teresina. ? desenvolvido em parceria com a Prefeitura, Banco do Nordeste e Incra.

Essa ? a ?nica ?rea de assentamento no Brasil que produz cana-de-?car.

Para a implanta??o do projeto foram investidos R$ 1.580.631,71, sendo de R$ 14.911,62 o valor por fam?lia. O engenheiro agr?nomo Gilson Lages, que presta assist?ncia t?cnica no assentamento, diz que a cana-de-

a?car ? uma cultura de baixa rentabilidade porque ? baixo o valor do produto. No ano passado a tonelada era de R$ 34,00 este ano o valor j?

atinge R$ 45,00.

"O pre?o est? melhor e pode aumentar, o que deve garantir um lucro superior ao do ano passado", diz o engenheiro, informando que a cana cultivada no projeto ? de excelente qualidade e tem comprador garantido.

O engenheiro destaca que o maior custo na fase da colheita ? com o aluguel do transporte que chega a R$ 170.000,00. "Para aumentar o

lucro uma das medidas ? aquisi??o de um caminh?o e uma carregadora e no banco j? tem um projeto para financiar a compra", adianta.

H? alguns anos a ?rea do assentamento era usada apenas para o cultivo de produtos de subsist?ncia, mas o incremento na produ??o agora ? permanente com uma ?rea de irriga??o que tem cultivo de 8 hectares de milho, 7 de feij?o e 2 de melancia. O gerente de a??o fundi?ria da Superintend?ncia de Desenvolvimento Rural - SDR de Teresina, Jos? Lopes de Oliveira Filho, explica que o lucro desse cultivo ? usado para investimentos na comunidade.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar