A Caixa Econômica Federal inicia neste sábado (6) o retorno dos valores do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) que foram disponibilizados para saque e que não foram movimentados pelos titulares nas contas da Caixa Tem. 

A medida do saque extraordinário do FGTS liberou cerca de R$ 30,1 bilhões para 43,7 milhões de trabalhadores, que foram creditados na Caixa Tem até 15 de junho, de acordo com a data de nascimento do trabalhador. A Caixa estima que cerca de R$ 9,2 bilhões retornarão para as contas do FGTS, devidamente corrigidos, em cumprimento à Lei 14.075/2020, segundo o banco público.

Valores não sacados das contas retornarão para o FGTS | foto: DivulgaçãoValores não sacados das contas retornarão para o FGTS | foto: Divulgação

“Conforme previsto nessa legislação, os valores creditados automaticamente ficam disponíveis para movimentação pelo trabalhador pelo prazo de 90 dias, de acordo com calendário de pagamentos amplamente divulgado, e, caso não sejam sacados, retornam para as contas do FGTS corrigidos”, diz a Caixa, em nota.

O banco reforça que o resgate será realizado apenas em contas em que não houve movimentação dos valores, ou seja, os trabalhadores que movimentaram o Saque Extraordinário, em qualquer valor, não terão o saldo remanescente retornado às contas de FGTS, permanecendo o saldo disponível na conta do Caixa Tem.

Valor ainda estará disponível

Segundo a Caixa, os trabalhadores que tiverem os recursos retornados automaticamente para a conta de FGTS, em razão da não movimentação dos valores, e ainda desejarem o crédito do Saque Extraordinário, têm até 15 de dezembro deste ano para realizar a solicitação pelo App FGTS. Após a solicitação, o crédito será feito na conta digital do Caixa Tem em até 15 dias, aponta o Valor Online.

“Nesses casos, o valor será transferido novamente para a conta do Caixa Tem e poderá ser utilizado em transações eletrônicas, saque em espécie ou transferência, sem custo, para outras contas.”

Com informações do g1