Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Ceará lidera ranking em formalizações no Nordeste

No Nordeste, foram retirados do mercado informal, nos primeiros seis meses do ano

Ceará lidera ranking em formalizações no Nordeste
|
Compartilhe

A??o da Superintend?ncia Regional do Trabalho e Emprego (SRTe) ? ?rg?o do Minist?rio do Trabalho e Emprego (MTE) ? regularizou no primeiro semestre deste ano, 16.855 trabalhadores no Cear?, at? ent?o empregados sem carteira assinada. Divulgados ontem pelo MTE, os n?meros revelam o Cear? na lideran?a do ranking dos estados do Nordeste em n?mero de formaliza?es, atr?s dos quatro estados do Sudeste e do Rio Grande do Sul.

No Nordeste, foram retirados do mercado informal, nos primeiros seis meses do ano, 79.585 trabalhadores, o equivalente a 26,23% dos 303.381 empregados legalizados em todo o Pa?s. O Estado que mais formalizou m?o de obra foi S?o Paulo, com 67.867 admiss?es regularizadas, seguidas de Minas Gerais, com 26.351 registros, enquanto o Amap?, regularizou a situa??o de apenas 941 empregados, no per?odo.

As novas formaliza?es s?o resultado da fiscaliza??o em 139.867 empresas em todo o Brasil, onde foram autuadas 24.998 firmas e lavrados 48.560 autos de infra??o, o que poderia ter sido ainda maiores, se n?o fosse a greve dos auditores do trabalho, ocorrida entre mar?o e maio deste ano. Em 2007, foram regularizados 371.410 trabalhadores , 22% a mais do que no primeiro semestre deste ano.

Do total de empregados formalizados este ano, 26.206 eram jovens aprendizes entre 14 e 24 anos, e 1.169 eram adolescentes (16 a 18 anos). A fiscaliza??o flagrou ainda, 2.037 crian?as, de at? 16 anos, excluindo aprendizes.

Setores

De acordo com dados do MTE, a maioria dos trabalhadores flagrados sem carteira assinada e regularizados s?o da ind?stria (68,8 mil). No setor de com?rcio, foram registrados 56,7 mil informais e na agricultura, 49,5 mil. Houve ainda, a regulariza??o de 44,3 mil trabalhadores na constru??o civil e 39,1 mil no segmento de servi?os, no Pa?s.

Para o segundo semestre, a expectativa do ministro ? aumentar ainda mais a efic?cia da fiscaliza??o. ?Pretendemos disponibilizar recursos de inform?tica para melhor aparelhar a fiscaliza??o, com desenvolvimento de sistemas inteligentes que v?o permitir o alcance de maior n?mero de empresas com focos de irregularidades?, completa a coordenadora geral da Secretaria da Inspe??o do Trabalho (SIT), do MTE, T?nia Coelho de Almeida Costa.

Carlos Lupi afirmou ainda, que esse processo de fiscaliza??o ? um dos fatores que est? ajudando o Pa?s a bater recorde na contrata??o de trabalhadores com carteira assinada e a reduzir a informalidade. ?Ao contr?rio do passado, as empresas est?o contratando por prazos mais longos?, aposta.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar