Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Ceará só gerou 885 empregos e amarga pior índice desde abril de 1999

O saldo de empregos no Estado foi positivo, mas bem inferior aos de março e de abril de 2007

Ceará só gerou 885 empregos e amarga pior índice desde abril de 1999
Ceará só gerou 885 empregos e amarga pior índice desde abril de 1999 | Diário do Nordeste
Compartilhe

Enquanto o Pa?s comemora um avan?o de 42,5% na gera??o de empregos formais, entre mar?o e abril, o Cear? v? um retrocesso de 70,2% no saldo de vagas. Com 24.187 trabalhadores admitidos e 23.302 desligados, o resultado foi a cria??o de apenas 885 postos no m?s passado ? contra 2.973 computados em mar?o. Na compara??o com abril de 2007, a queda ? ainda maior: 78%.

Os dados s?o do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), divulgado ontem pelo Minist?rio do Trabalho e Emprego (MTE).

Desde 1999, quando perdeu 1.963 vagas no mercado de trabalho, o Cear? n?o tinha um desempenho t?o fraco para o m?s de abril. A retra??o foi puxada pelos setores de constru??o civil e, sobretudo, agropecu?ria, que reduziram seus estoques em 0,48%(-202 vagas) e 0,98% (-200), respectivamente. A ind?stria de transforma??o, um dos carros-chefes da economia cearense, tamb?m se recupera lentamente das f?rias coletivas de final de ano, com alta de 0,12%.

De acordo com J?nior Macambira, diretor de Estudos e Pesquisas do Sine/IDT (Sistema Nacional do Emprego/Instituto de Desenvolvimento do Trabalho), a agroind?stria ainda sofre com o inverno mais longo do que o habitual no Estado. ?As chuvas e a entressafra contribu?ram para esse decl?nio?, diz. A expectativa ? de que, j? a partir de maio, o n?mero de carteiras assinadas volte a subir no Cear?.

Macambira ressalta ainda que o Caged mensura apenas o mercado de trabalho formal, ainda concentrado na Regi?o Metropolitana de Fortaleza (RMF). Desde janeiro deste ano, o interior do Estado j? perdeu 8.653 vagas, sendo 1.349 apenas no ?ltimo m?s. Na RMF, por outro lado, o acumulado do ano chega 6.063 carteiras assinadas ? 2.234 em abril.

?Apesar do desempenho fraco, o Cear? ainda foi o quarto no Nordeste?, lembra o diretor do IDT. O Estado ampliou seu estoque de empregos em 0,13% e ficou atr?s da Bahia (11.990 vagas), Maranh?o (2.909) e Piau? (1.377). No geral, a regi?o registrou um saldo positivo de 4.283 vagas, revertendo o resultado negativo (-14.633 empregos) em mar?o. No acumulado do ano, entretanto, os desempenhos permanecem negativos, com 2.590 vagas a menos no Cear? e perda de 32.082 postos no Nordeste.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar