No mês de junho, foram criados 277.944 postos de trabalho no país com carteira assinada. No setor de Turismo, caso dos segmentos de alojamento e alimentação, transporte aéreo e agências de viagens, foram criadas cerca de 100 mil vagas, demonstrando a sua força e contribuição para a recuperação da economia do país.

O balanço aponta ainda que o setor de serviços, no qual o Turismo está inserido, foi responsável pela geração de quase 125 mil postos, principalmente nos estados de São Paulo (80.267), Minas Gerais (31.092) e Rio de Janeiro (22.922). Os dados são do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged), divulgados na última semana pelo Ministério do Trabalho e Previdência.

Atividade turística impulsionou emprego (Prefeitura de Cariacica)Atividade turística impulsionou emprego (Prefeitura de Cariacica)O índice de Atividades Turísticas, medido pelo IBGE, já havia apontado o bom desempenho do setor nos primeiros cinco meses de 2022, quando registrou alta de 50,2%, em relação ao mesmo período de 2021. Regionalmente, todos os 11 estados e o Distrito Federal, que integram a pesquisa, registraram alta no período, com destaque para Minas Gerais (82,1%), Rio Grande do Sul (68%), São Paulo (56,7%), Bahia (47,2%) e Rio de Janeiro (27,9%).

RECUPERAÇÃO – Segundo a Confederação Nacional do Comercio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), a previsão é de que até o final do ano quase 200 mil vagas de emprego sejam criadas no setor. Outro dado da CNC que sinaliza a tendência de recuperação é de que quase 80 mil empresas foram abertas em atividades ligadas ao Turismo desde maio de 2021, principalmente no segmento de bares e restaurantes.