O Ministério da Cidadania irá garantir o benefício da cesta básica para aquelas localidades em situação de emergência ou estado de calamidade pública reconhecidos pelo governo federal.

A cesta irã atender aquelas famílias em situação de insegurança alimentar e nutricional. A portaria ministerial que prevê essa possibilidade foi publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (24).

O benefício garantirá o acesso a alimentos desde que a situação de emergência e o estado de calamidade pública tenham sido decretados pelo ente federativo e reconhecidos pelo governo federal.

Segundo dados da Agência Brasil a portaria apresenta uma lista de procedimentos e documentos que deverão ser apresentados pelos entes federativos para que sejam atendidos com a ação de distribuição de alimentos, que será coordenada pela Secretaria Nacional de Inclusão Social e Produtiva.

Cestas básicas irão atender famílias em estado de calamidade/Geraldo BubniakCestas básicas irão atender famílias em estado de calamidade/Geraldo Bubniak

“Com a finalidade de otimizar tempo de resposta e logística para o atendimento das demandas por cestas emergenciais, o Ministério da Cidadania dividiu o país em sete regiões e 55 municípios-polos onde serão entregues as cestas emergenciais doadas pelo ministério”, informa a portaria ao indicar as localidades onde deverão ser retirados os alimentos pelos entes federativos solicitantes das cestas.