Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Desemprego regista maior subida dos últimos sete anos em Portugal

Taxa de desemprego no quarto trimestre sobe para 6,7%. No total do ano, em média, o indicador cifrou-se em 6,5%

Compartilhe
Google Whatsapp
Siga-nos

A taxa de desemprego em Portugal registou, nos últimos três meses do ano passado, a maior subida dos últimos sete anos, confirmando os sinais de que a tendência de melhoria da situação no mercado de trabalho que se tem vindo a verificar desde meados de 2013 pode estar a chegar ao fim.

De acordo com os dados publicados esta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) a taxa de desemprego ascendeu, no quarto trimestre do ano passado a 6,7%. Este valor representa uma subida de 0,6 pontos face aos 6,1% registados no terceiro trimestre. Esta é a maior subida deste indicador desde o primeiro trimestre de 2013, mostra a série da taxa de desemprego trimestral publicada pelo INE.

Em comparação com o período homólogo do ano anterior, a variação da taxa de desemprego é nula, quebrando uma série consecutiva de 25 trimestres em que este indicador registou um declínio face a igual período do ano anterior. Tal como já tinha acontecido quando o INE divulgou os dados da taxa de desemprego mensal (que é calculada com uma metodologia e um universo diferente), reforçam-se deste modo os sinais que apontam para uma pausa na tendência de redução de desemprego em Portugal.

Ainda assim, olhando para a totalidade do ano de 2019, o valor da taxa de desemprego registada, de 6,5%, representa uma melhoria de 0,5 pontos percentuais face aos 7% verificados em 2018.

Os dados do INE para o desemprego trimestral não levam em conta o efeito de sazonalidade, que faz, normalmente, com que a evolução da taxa de desemprego no quarto trimestre seja menos favorável do que as dos outros trimestres, devido ao desaparecimento dos chamados emprego de Verão. Ainda assim, em 2018, a taxa de desemprego no quarto trimestre (face ao terceiro) tinha-se mantido estável em 2018 e diminuído em 2017.

Nos últimos três meses de 2019, revela o INE, passou a haver mais 29 mil desempregados em Portugal, o que representa um acréscimo de 9%. Em sentido contrário, passou a haver menos 40,2 mil empregos, uma diminuição de 0,8%. Em relação a igual período do ano anterior, há uma ligeira subida do número de desempregados (3,3 mil), passando também a haver mais 24,6 mil empregos.


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp
Siga-nos

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar