Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Falta capacitação na moda do Ceará

Ela, que é proprietária de um site de captação de mão-de-obra do setor, o Portal Profissão Moda

Compartilhe

Em um momento em que a cadeia t?xtil cearense tenta tomar f?lego para retornar ao posto que ocupava nas d?cadas de 1980 e 1990, de maior produtor de moda do Pa?s; a falta de profissionais qualificados o suficiente para preencher as vagas ofertadas come?a a assolar o setor. ?Percebemos que ainda falta muita capacita??o, at? mesmo por parte dos rec?m-formados, que ainda n?o t?m a viv?ncia cotidiana de o que ? uma f?brica?, ressalta a editora de moda e estilista cearense, Aliny Borges.

Ela, que ? propriet?ria de um site de capta??o de m?o-de-obra do setor, o Portal Profiss?o Moda, diz que, atualmente, conta com um banco de dados com cerca de 800 curr?culos cadastrados. Em geral, cerca de 15 empregos s?o oferecidos por m?s. ?Para designer de acess?rios, por exemplo, h? tr?s meses procuramos algu?m para preencher uma vaga e n?o conseguimos achar uma pessoa que atenda o perfil exigido?, explica a respons?vel pelo portal. Mesmo revelando-se um mercado em forte ascens?o, sobretudo ap?s a implanta??o de cursos de designer e estilismo no Estado, o segmento esbarra em dificuldades na hora de contratar. Contudo, fazer a diferen?a, por exemplo, com um bom curso de ingl?s, pode ajudar, Aliny ensina.

A reestrutura??o do mercado

?O mercado ? muito amplo em termos de fabrica??o, mas, quando se fala em cria??o, ainda h? muito o que evoluir?, avalia. Segundo ela, o empres?rio dos tempos atuais tamb?m passou a se preocupar mais em produzir pe?as antenadas com as tend?ncias. ?Ele n?o pensa mais apenas em pre?o. Ele passou a se preocupar mais com o designer e a qualidade para agradar o seu cliente?, completa a empres?ria.

Recuperando os compradores

Amea?ado pelo p?lo fabril do agreste Pernambucano, os fabricantes de moda movimentam-se para recuperar os compradores que deixaram o Cear? e passaram a fazer neg?cios com o estado nordestino vizinho. ?Neste momento, o setor se une para fazer a for?a e voltar ao patamar de refer?ncia nacional em produ??o de moda. Precisamos valorizar o associativismo para resolver o problema?, acredita o superintendente executivo da Uni?o das Ind?strias e Distribuidoras de Artigos de Moda do Estado do Cear? (Unimoda), Joseomy Moreira. A entidade que empossou sua nova diretoria ontem, j? articula com o Governo do Estado benef?cios para levantar o setor no Estado.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar