Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Famílias gastam R$ 1,6 trilhão e respondem por 60% do Produto Interno Bruto do Brasil

Para a gerente das Contas Nacionais Trimestrais, Rebeca Palis, a economia em 2007

Compartilhe

O consumo das fam?lias brasileiras, que atingiu em valores R$ 1,557 trilh?o no ano passado, foi o principal respons?vel pelo crescimento de 5,4% da economia brasileira no per?odo, informou hoje o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estat?stica). Assim, sozinho, o gasto dos cidad?os respondeu por 60,87% do PIB (Produto Interno Bruto) total.

Para a gerente das Contas Nacionais Trimestrais, Rebeca Palis, a economia em 2007 pode ser resumida no desempenho do mercado dom?stico, influenciado pelo aumento de 3,6% da massa salarial, pela alta de 28,8% nas opera?es de cr?dito e pela redu??o da taxa b?sica de juros (a Selic), que foi de uma m?dia de 15,1% ao ano em 2006 para 11,9% no ano passado.

"O consumo ? o est?mulo para o investimento. O crescimento baseado em um mercado interno forte ? um indicador de qualidade maior", afirmou o coordenador de Contas Nacionais do IBGE, Roberto Olinto.

Assim, justamente na esteira da alta do consumo das fam?lias que fizeram o dinheiro circular e estimularam a expans?o do setor de bancos e intermedia??o financeira, cresceu tamb?m o investimento feito no pa?s.

A forma??o bruta de capital fixo subiu 13,4% no ano passado, frente 2006, ficando em R$ 450 bilh?es. Esta taxa, que mede o investimento no pa?s, teve o maior crescimento da s?rie hist?rica, iniciada em 1996.

Olinto ressaltou que tal expans?o demonstra que o Brasil est? se preparando diante de uma expectativa futura de crescimento mais forte ainda da demanda interna. Baseado nisso, ele classificou o crescimento da economia em 2007 superior, em termos de qualidade, ao resultado de 2004, quando o PIB teve incremento de 5,7%, recorde da s?rie hist?rica.

O investimento no pa?s, no ano passado, foi puxado pelo setor de m?quinas e equipamentos, cujos investimentos foram 19,3% maiores.

Em 2004, a taxa de investimento crescera 9,1%, diante de uma expans?o de 3,8% no consumo das fam?lias. As exporta?es haviam crescido 15,3%, enquanto que as importa?es tiveram expans?o de 13,3%. O investimento na constru??o civil teve expans?o de 5,1% em 2007.

"Em 2004, o setor externo contribu?a decisivamente. Ao mesmo tempo, o consumo das fam?lias crescia menos do que a economia, o que n?o ocorre agora", destacou a gerente das Contas Nacionais Trimestrais, Rebeca Palis.

Ali?s, a demanda externa teve influ?ncia negativa de 1,4 p.p. (pontos percentuais) no PIB total (5,4%) trata-se do segundo ano consecutivo que o desempenho externo contribui negativamente. Por outro lado, a demanda interna foi respons?vel por uma contribui??o de 6,9 p.p. na expans?o da economia brasileira no ano passado.

"O resultado de 2007 manteve o padr?o do ano anterior. Esse desempenho foi apenas intensificado. O fato de a Selic ter diminu?do contribuiu para a gera??o de mais investimento", afirmou Rebeca Palis.

Composi??o

O PIB, que ? a soma das riquezas produzidas por um pa?s, mostra o comportamento de uma economia. ? formado pela ind?stria, agropecu?ria e servi?os.

No ano passado, o destaque principal foi o setor agropecu?rio, que cresceu 5,3% no per?odo. Na mesma compara??o, a ind?stria teve crescimento de 4,9%, e o setor de servi?os, de 4,7%.

O setor de servi?os, por?m, ? o que tem maior peso no resultado final do PIB: representa 65,8% da economia nacional. Em seguida v?m a ind?stria, com 28,7% de participa??o, e a agropecu?ria, com 5,5%.

O PIB tamb?m pode ser analisado a partir do consumo, ou seja, pelo ponto de vista de quem se apropriou do que foi produzido. Nesse caso, o PIB ? dividido pelo consumo das fam?lias, pelo consumo do governo, pelos investimentos feitos pelo governo e empresas privadas e pelas exporta?es.

No setor externo, as exporta?es apresentaram alta de 6,6%, e as importa?es tiveram eleva??o de 20,7%. Desde 2006, o crescimento das exporta?es ? inferior ao das importa?es. J? o consumo da administra??o p?blica cresceu 3,1%.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar