Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

IBGE: Desemprego no país sobe a 13,3% e atinge 12,8 milhões de pessoas

Brasil registra o menor índice de população ocupada (com trabalho) desde o início da série histórica em 2012

Compartilhe

A taxa de desemprego no país foi de 13,3% no trimestre entre abril e junho deste ano, atingindo 12,8 milhões de pessoas. O desempenho representa uma alta de 1,1 ponto percentual em relação ao trimestre anterior (de janeiro a março), quando a taxa foi de 12,2%, e de 1,3 ponto percentual na comparação com o mesmo trimestre do ano anterior (12%). Do Uol.

Os dados foram divulgados na manhã de hoje e fazem parte da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) Contínua, do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). A pesquisa não usa só os trimestres tradicionais, mas períodos móveis (como fevereiro, março e abril; março, abril e maio).

Brasil registra o menor índice de população ocupada (com trabalho) desde o início da série histórica em 2012

População ocupada cai ao menor nível desde 2012

 A população ocupada (com trabalho) chegou ao menor nível da série histórica iniciada em 2012 (83,3 milhões de pessoas), com redução de 9,6% em relação ao trimestre anterior. Isso significa que 8,9 milhões de pessoas a menos trabalhando.

Na comparação com o mesmo trimestre de 2019, a queda foi de 10,7% (10 milhões de pessoas a menos). Ambas as reduções foram recordes da série.

O nível da ocupação (percentual de pessoas ocupadas na população em idade de trabalhar) também recuou. A queda foi de 5,6 pontos percentuais em comparação com o trimestre anterior (53,5%), atingindo 47,9% no trimestre de abril a junho de 2020, o menor da série histórica. Frente ao mesmo trimestre do ano anterior (54,6%), a queda foi de 6,7 pontos percentuais.

População subutilizada bate recorde 

A população subutilizada chegou a 31,9 milhões de pessoas, o maior número registrado na série histórica. A subutilização leva em conta:

  • pessoas desocupadas (não trabalham, mas procuraram trabalho nos 30 dias anteriores à pesquisa)
  •  pessoas que gostariam de estar trabalhando mais horas por dia
  •  pessoas que gostariam de trabalhar, mas não procuraram trabalho nos 30 dias anteriores à pesquisa, ou procuraram mas não estavam disponíveis para trabalhar no momento da pesquisa.

O crescimento da subutilização foi de 15,7% (4,3 milhões pessoas a mais) frente ao trimestre anterior (27,6 milhões) e 12,5% (3,5 milhões de pessoas a mais) se comparado a igual período de 2019 (28,4 milhões).

Metodologia da pesquisa

 A Pnad Contínua é realizada em 211.344 casas em cerca de 3.500 municípios. O IBGE considera desempregado quem não tem trabalho e procurou algum nos 30 dias anteriores à semana em que os dados foram coletados.

Existem outros números sobre desemprego, apresentados pelo Ministério da Economia, com base no Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados). Os dados são mais restritos porque consideram apenas os empregos com carteira assinada.



Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar