A Latam anunciou nesta sexta-feira (18) que vai suspender 21 voos nacionais em função do alto preço do querosene da aviação — impactado pela evolução da guerra na Ucrânia.

De acordo com companhia, alguns trajetos já foram reagendados para os próximos meses e novos destinos que seriam lançados neste semestre foram reprogramados para o terceiro trimestre deste ano.

Entre os destinos que seriam inaugurados neste semestre, estão: Bauru (SP), Montes Claros (MG), Cascavel (PR), Caxias do Sul (RS), Juiz de Fora (MG) e Presidente Prudente (SP).

Em nota, a Latam informou que quem já tinha voo marcado poderá remarcar a data sem custo, solicitar o reembolso integral do valor pago ou optar por alguma rota alternativa com conexão. Todas essas alternativas são válidas até o vencimento do bilhete, 12 meses após a data da compra.

A companhia destacou, ainda, que diante da imprevisibilidade da crise, esse cenário também impacta em aumento de preços das passagens e serviços adicionais em até 30%.

"A companhia lamenta pelo impacto causado aos clientes em função destas alterações que resultam de fatores externos alheios à sua vontade", informou a empresa.

Latam suspende 21 voos no Brasil Latam suspende 21 voos no Brasil 

Custo de operação

Na semana passada, a Latam admitiu que os preços de combustíveis têm impacto relevante no custo de operação e afirmou que o atual cenário demanda que a passagem fique mais cara.

"É inegável o impacto nos custos das companhias aéreas, em função da alta do preço do querosene da aviação (QAV) que, infelizmente, diante da imposição desse novo cenário de crise sem precedência e previsibilidade, afetará o aumento no preço das passagens", disse nota da empresa.