mais

Preço do cimento varia 82% nos 26 estados e no Distrito Federal, segundo IBGE

As variações de preço de um mesmo tipo de cimento acontecem devido ao custo do transporte

Preço do cimento varia 82% nos 26 estados e no Distrito Federal, segundo IBGE
Preço do cimento varia 82% nos 26 estados e no DF, segundo IBGE | Divulgação

A varia??o do pre?o m?dio do saco de 50 quilos de cimento, material b?sico da constru??o civil, chegou a 82,2% em mar?o deste ano nos 26 estados e no Distrito Federal, segundo dados fornecidos ao G1 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estat?stica (IBGE).

Segundo o IBGE, o menor valor do saco de 50 quilos verificado pelo instituto no m?s de mar?o foi no Distrito Federal e em S?o Paulo, nos quais o pre?o m?dio ? de R$ 15,50. J? o maior valor foi detectado no estado de Roraima, onde a saca custa em m?dia R$ 28,24.

Segundo o Sindicato Nacional da Ind?stria do Cimento (SNIC), as varia?es de pre?o de um mesmo tipo de cimento acontecem devido ao custo do transporte. "O pre?o final do cimento ? sens?vel ao frete", disse o secret?rio executivo do sindicato, Jos? Ot?vio Carvalho.

"O pre?o depende de uma s?rie de fatores, com a concentra??o de f?bricas na regi?o onde se consome e as dist?ncias percorridas. A regi?o Sudeste, especialmente Minas Gerais, tem uma maior concentra??o de f?bricas. Em alguns lugares da regi?o Norte, evidentemente, o frete tem uma preponder?ncia maior sobre o pre?o", afirmou ele ao G1.

Os seis estados, onde o cimento pesava mais no bolso do brasileiro no m?s de mar?o, s?o justamente da regi?o Norte. Depois de Roraima, aparecem Acre, com pre?o m?dio de R$ 28; Par?, de R$ 26,50; Amap?, de R$ 26,31; Amazonas, de R$ 24,71; e Rond?nia, de R$ 23. No Maranh?o, no Nordeste, o custo tamb?m ? de R$ 23.

Na compara??o com mar?o de 2007, segundo o IBGE, o pre?o m?dio do saco de 50 quilos do produto subiu em 17 estados e no Distrito Federal e em sete permaneceu est?vel. A maior alta foi verificada em Minas Gerais, onde passou de R$ 9,95 para R$ 16, com aumento de 60,8%.

Para o secret?rio executivo do sindicato, o pre?o do cimento estava defasado. "No ano passado, quando houve essa recupera??o do consumo, com uma demanda maior no mercado, n?o houve propriamente um aumento, mas uma recupera??o dos n?veis de pre?o."

"O pre?o do cimento andou muito reprimido, pois o setor passou praticamente por seis anos de estagna??o [entre 2001 e 2006]. S? voltamos a superar o consumo de 1999 no ano passado. Nesse per?odo, o pre?o de cimento em diversas regi?es caiu substancialmente", acrescentou

Tópicos

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Desbloquear Notificações

Como desbloquear notificações

Na barra de endereço, clique no cadeado e em Notificações escolha a opção permitir, como na imagem abaixo

desbloqueio de notificação push

Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail