Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Economista defende revogação na lei que limita gastos públicos

O ciclo de debates Saúde Mais foi encerrado neste sábado (18)

Compartilhe
Google Whatsapp
Siga-nos

O ciclo de debates Saúde Mais foi encerrado neste sábado (18) com a palestra do doutor em saúde pública, escritor e economista Carlos Octávio Ocké-Reis. O especialista defendeu a revogação da emenda constitucional que limita os gastos públicos. Na avaliação do público, o evento foi de extrema importância para o gerenciamento dos recursos.

A programação do evento neste segundo dia abordou duas temáticas: as séries históricas e as garantias de manutenção do Sistema Único de Saúde (SUS) e as novas regras de financiamento e as razões para a sua existência. De acordo com Octávio Ocké-Reis, a sociedade brasileira precisa dar uma resposta, até as eleições para este cenário de comprometimento dos investimentos de saúde pública.

 src=


"De lá um lado temos o aumento dos preços do bens e serviços privados e simultaneamente a diminuição dos recursos destinados à saúde pública, o que pode gerar uma crise gravíssima em médio prazo e a sociedade brasileira precisa dar essa resposta até as eleições deste ano", destacou.

O economista defendeu ainda uma mudança na política econômica e fiscal de austeridade que tem colocado inúmeras dificuldades aos gestores públicos. De acordo com Dr. Octávio Ocké-Reis é necessária a revogação da emenda constitucional nº 95 que prevê um teto dos gastos com o serviço público, inclusive da saúde.

"Os gestores estão numa situação difícil. A demanda vem aumentando, assim como a pobreza e desigualdade que pressionam o sistema de saúde. A população tem ficado mais doente, os gestores sem recursos, mas que são cobrados por estes serviços. Se não houver mudança num curto prazo é difícil imaginar o que pode acontecer com essa redução do gasto per capita de saúde", arrematou o especialista.

O tema central escolhido "SUS Legal: a nova forma de financiamento da saúde pública" ainda é pouco discutido no Brasil, fazendo o Piauí sair na frente. Os público assegurou a importância de ciclos de debates como o Saúde Mais. "O evento nos ajudou a entender melhor como o SUS funciona em suas particularidade, no que se refere a forma de financiamento. Assim, facilita o nosso trabalho", destacou Francisco Rodrigues, servidor da Secretaria de Estado da Saúde do Piauí.

 src=

Mensalmente, até o mês de novembro, o Saúde Mais, vai proporcionar a gestores públicos e profissionais da saúde do estado e de municípios, importantes discussões. O evento é promovido pela Casa de Líderes, empresa que se propõe a oferecer crescimento profissional a empreendedores e agentes públicos do Piauí.

O evento aconteceu entre os dias 17 e 18 de agosto, no auditório da Faculdade CESVALE, no Riverside Shopping. O humorista piauiense João Claudio Moreno apresentou o espetáculo "De médico e louco todo mundo tem um pouco" no encerramento do primeiro ciclo de debates. Em setembro, uma nova edição do Saúde Mais já está prevista.

 src=


 src=



Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp
Siga-nos

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar