Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Economista defende revogação na lei que limita gastos públicos

O ciclo de debates Saúde Mais foi encerrado neste sábado (18)

Compartilhe
Google Whatsapp

O ciclo de debates Saúde Mais foi encerrado neste sábado (18) com a palestra do doutor em saúde pública, escritor e economista Carlos Octávio Ocké-Reis. O especialista defendeu a revogação da emenda constitucional que limita os gastos públicos. Na avaliação do público, o evento foi de extrema importância para o gerenciamento dos recursos.

A programação do evento neste segundo dia abordou duas temáticas: as séries históricas e as garantias de manutenção do Sistema Único de Saúde (SUS) e as novas regras de financiamento e as razões para a sua existência. De acordo com Octávio Ocké-Reis, a sociedade brasileira precisa dar uma resposta, até as eleições para este cenário de comprometimento dos investimentos de saúde pública.


"De lá um lado temos o aumento dos preços do bens e serviços privados e simultaneamente a diminuição dos recursos destinados à saúde pública, o que pode gerar uma crise gravíssima em médio prazo e a sociedade brasileira precisa dar essa resposta até as eleições deste ano", destacou.

O economista defendeu ainda uma mudança na política econômica e fiscal de austeridade que tem colocado inúmeras dificuldades aos gestores públicos. De acordo com Dr. Octávio Ocké-Reis é necessária a revogação da emenda constitucional nº 95 que prevê um teto dos gastos com o serviço público, inclusive da saúde.

"Os gestores estão numa situação difícil. A demanda vem aumentando, assim como a pobreza e desigualdade que pressionam o sistema de saúde. A população tem ficado mais doente, os gestores sem recursos, mas que são cobrados por estes serviços. Se não houver mudança num curto prazo é difícil imaginar o que pode acontecer com essa redução do gasto per capita de saúde", arrematou o especialista.

O tema central escolhido "SUS Legal: a nova forma de financiamento da saúde pública" ainda é pouco discutido no Brasil, fazendo o Piauí sair na frente. Os público assegurou a importância de ciclos de debates como o Saúde Mais. "O evento nos ajudou a entender melhor como o SUS funciona em suas particularidade, no que se refere a forma de financiamento. Assim, facilita o nosso trabalho", destacou Francisco Rodrigues, servidor da Secretaria de Estado da Saúde do Piauí.

Mensalmente, até o mês de novembro, o Saúde Mais, vai proporcionar a gestores públicos e profissionais da saúde do estado e de municípios, importantes discussões. O evento é promovido pela Casa de Líderes, empresa que se propõe a oferecer crescimento profissional a empreendedores e agentes públicos do Piauí.

O evento aconteceu entre os dias 17 e 18 de agosto, no auditório da Faculdade CESVALE, no Riverside Shopping. O humorista piauiense João Claudio Moreno apresentou o espetáculo "De médico e louco todo mundo tem um pouco" no encerramento do primeiro ciclo de debates. Em setembro, uma nova edição do Saúde Mais já está prevista.




Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto

×