O pai do estudante Gabriel Brenno Nogueira, de 21 anos, morto na última terça-feira (23/07), após ser baleado com um tiro na cabeça no dia 17 deste mês, Evandro Silva, falou emocionado sobre a morte do jovem durante o enterro que foi realizado na cidade de Caxias, no Maranhão. 

O pai da vítima afirmou que acredita no trabalho da polícia. “Gabriel era uma pessoa boa, sem maldade com ninguém, sem inimigos, meu filho era uma pessoa muito maravilhosa. Eu quero agradecer ao empenho da polícia do Piauí, a Polícia Civil, Militar, a todos aqueles que estão empenhados na busca desse meliante que tirou a vida do meu filho, eu acredito que a justiça vai ser feita e acredito no trabalho da polícia que logo logo vai trazer bons resultados para todos nós”, declarou. 

“Ele já tinha se afastado dela”, desabafa pai de Gabriel Brenno  - Imagem 1

Sobre a última lembrança que ele leva do filho, Evandro falou que é a da UTI. “A última lembrança que tenho dele é a do hospital, ele estava lutando para sobreviver, a lembrança mais forte é essa. A ferida está aqui aberta para vida toda, Deus conforta, faz de tudo para que a gente não sofra muito, mas foi feito a vontade dele, a gente tem que obedecer”, desabafou. 

Evandro Silva garantiu que Gabriel já tinha se afastado da mulher, suposta pivô do crime. “Sobre esse cara (David Ferreira Sousa), eu não posso nem chamar de cidadão, ele é um assassino, matou meu filho, não tinha necessidade de fazer isso com meu filho, meu filho era uma pessoa boa, ele tinha muita amizade, Gabriel era um garotão, uma criança, não tinha maldade de nada. Ele já tinha se afastado dela, não tinha mais nada com ela, houve uma emboscada, ele planejou tudo para tirar a vida do meu filho sem necessidade, a justiça dos homens vai ser feita e eu acredito também na justiça de Deus”, finalizou. 

“Ele já tinha se afastado dela”, desabafa pai de Gabriel Brenno  - Imagem 2